Rádio FM Sertaneja

Rádio FM Sertaneja, Rádio FM Sertaneja ao Vivo Online

Add to your site.

Mas mesmo assim, será dela, sabe? Será dela. Escuta. Será um bom lugar para colocar minhas cinzas também, certo? Claro. Digo, o que você quiser. Você construiu uma casa muito boa pra gente. Não foi o que Radio Foi você que fez. Foi o que você fez por mim, sabia? É engraçado, não é? O que? O mundo enorme, lindo e barulhento Radio Radio e tudo o que pode acontecer. É. É engraçado. Legenda traduzida, sincronizada e revisada por Vitor Morales EQUIPE BRASIL Você tem que reconhecer que eu tenho sido a pessoa mais sacrificada com a vinda da sua mãe aqui pra essa casa. Por quê? Cesar, Eu não agüento mais você trabalhando todo final de semana. Poxa, eu nem vi você sair, hoje cedo. Cesar, você tem uma família, sabia? Por isso mesmo, Júlia. Eu tenho que sustentar vocês. Encontros com os clientes, revisões de contratos, reuniões, reuniões e mais reuniões, o escambau, Júlia. Vida de advogado. Ô, Cesar, eu não vou agüentar um marido ausente, vem cá? Olha, todo fim-de-semana não! Tá, tá, tá, tá, tá. Cesar, fala comigo. Olha, eu, olha Radio Júlia, agora não. Dá um tempo, pra mim. Não tô me sentido bem. Tô passando mal. Seu mal tem outro nome, viu. Oi, Júlia. Oi, Bebel, minha netinha querida. Oi vovó. Tudo bem? Tudo, e com você? Bem. Oi Dona Dina, tudo bem? Tudo bem. Você é o Bilinho. Isso. Como você cresceu. E a sua avó? Vai bem? Tá na maior, Dona Dina. Tem malhado sem parar, sabia? Ô, garoto, você não conhece outra frase que não seja: “na maior”? Conheço. Na menor. E olha que tem muita gente aqui na menor, sabia? Escuta aqui moleque, isso é comigo? Bebel? Bebel, minha querida Radio você vai fazer aniversário, não vai? Vou. Já escolheu o seu presente? Ai, não avó. Mas eu sei uma coisa que eu não quero. Uma festa de debutante cafona que Radio Bebel! Pro seu quarto. Chega desse assunto. Abílio, isso é uma conversa familiar. Por favor. Gata, a chapa esquentou. Depois a gente se fala, já é? A chapa esquentou. Se eu deixo, dona Dina, isso aqui vira um motel, com direito a piscina. Mãe, você é doente. Ai, que saco. Ai, avó. Júlia, minha querida Radio Você tem que falar mais com a sua filha. Você esqueceu que já teve anos? Dona Dina Radio quem cuida da minha filha sou eu. Claro. Eu estou achando você um pouquinho mais gorda. Você está grávida de novo, é? Então, dona Dina Radio A que devemos essa inesperada visita? O quê que a senhora veio fazer aqui? Ficar. Se vocês pensam que eu vou ficar mofando debaixo da ponte, vocês estão redondamente enganados. Meu filho caçula Radio O Marcelo Radio me expulsou da casa dele. Afinal de contas, eu Radio somente emprestei essa casa pra vocês, ela continua sendo minha. Vou para o meu quarto. Só de olhar essa jóia Radio me dá um nó na garganta. Ô, Armando Radio Você estava tão lindo quando me deu essa jóia. Tão lindo. Cesar, meu filho. Você precisa ter mais paciência com a Júlia. Eu, de minha parte, já resolvi como é que eu vou conviver com ela. Tudo que ela me disser, vai entrar por esse ouvido e vai sair pelo outro. Mamãe, isso não adianta, mamãe. Essa proximidade. Vocês duas nunca se deram bem. Vão acabar se estranhando. E vai acabar sobrando pra quem? Pra mim. Eu não tô me sentindo bem. Eu tenho sentido essas dores no peito Radio e isso não é bom. É sinal que você tem peito, né. Uma dor aqui, outra dor ali. Sabe como é o nome dessa doença? É sapopatia. É uma doença de quem engoliu muito sapo. Então começa a cuspir, Cesar. Começa. Você tá mais grávido do que a tua mulher. Sabe o que é que vai acontecer? Sua mulher vai ter um bebê e você vai ter um sapo. Eu tô mais grávido do que a minha mulher, como mamãe? Ela está grávida. De quem? Seu. Meu, impossível, mamãe. Impossível. Olho de mãe não se engana. Aquela barriguinha proeminente, aquele umbiguinho saltado Radio É menino. E do bom. Vem cá. Que novidade é essa de você ter um filho? Isso é um absurdo. Que eu saiba, filho é uma coisa que se tem a dois. E se você resolveu ter outro filho Radio Dona Dina. Eu fico pasma com a sua capacidade de promover o caos. Onde é que vocês estão vendo barriga aqui? Aonde? Alô! Tem alguém aqui dentro? Responde. Minha querida, não bata na sua barriga. Você pode machucar o bebê. Chega! Dona Dina Radio desculpe a franqueza, mas a senhora nessa casa, é demais. Show, show! Pegou os peitos perfeitos, né? Claro, claro, senhora. Ah, os meus foram pintados. Nossa, que copo lindo. Isso é uma jarra, querida. Muito obrigada. Meu Deus do céu. Como é que a gente pode começar um dia assim? Tô completamente tonta. Sei nem pra onde é que eu vou. A casa é pra Radio é pra lá. É isso ai. Olá meninas, desculpe a interrupção, mas eu preciso roubar a Paola de vocês, é rapidinho. Toda atenção pro Saraiva e pra mulher dele. Eles são testemunhas fundamentais no meu julgamento. Por falar em julgamento, onde é que a senhora esteve a manhã inteira? Pupi, eu passei a manhã com a minha amiga Netinha. Nem acredito. Ela perdeu os peitos, coitada. A prótese dela estourou. Podia ter sido comigo. Não, não, calma, calma. Excelência, Excelência. Olha aqui, ó! Senhor, tá tudo sobre controle, viu. O gelo, o uísque, e eu ainda trouxe esse petit four porque ó, fica chique.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *