Rádio Aleluia FM 103.7 > Rádios ao vivo Online FM Ouvir
  Rádios ao vivo Online FM Ouvir

Menu de rádio
Outro
Bem vindo de volta.
70s 80s 90s Acre Adulta Alagoas Amapá Amazonas Ananindeua Anápolis Araguari Arapiraca Araranguá Automobilismo Bagé Bahia Balneário Camboriú Barbacena Barreiras Barretos Bauru Belém Belo Horizonte Bento Gonalves Betim Blues Blumenau Campos Dos Goytacazes Canoinhas Católica Ceará Classical Comunitárias conversa Cuapiaçu Curitiba Dance Distrito Federal eclectic Espirito Santo Esportes Flashback Futebol Goiânia Goiás Goioxim Gospel Governador Valadares Gravatá Guanambi Guarapuava Hits Ilhéus Instrumental Itaguai Itapuranga Jazz Jornalismo Maranhão Mato Grosso do Sul Minas Gerais MPB notícia Oldies Pará Paraná Pernambuco pop Pop-Rock Popular Popular 1 Popular 2 Popular 3 Popular 4 Porto Alegre Retro Rio de Janeiro Rio Grande do Sul Rock Samba Santa Catarina Santos São Paulo Sertaneja Sorocaba Telemaco Borba Top 40 Três Lagoas Web

Rádio Aleluia FM 103.7

Tipos de rádio: Bauru

  

ADS
Rádio Aleluia FM 103.7 Ouvir Rádios Online Grátis Brasil Qualidade e Transmissão İninterrupta. Este incêndio pode ser visto desde muita distância. Vamo-nos daqui. Eu gostaria de fazer isso com todas as fazendas da Andaluzia. Nós teríamos que ir, Sotillo. Não iremos até que se apague a última chama. Isto irá curá-lo? Deixe que descanse durante alguns dias. Que não se mova para nada. Ele tem boa carnadura. Logo estará bem. Que a cruz nos livre do mal. Que a cruz nos livre do mal. Que a cruz nos livre do mal. Onde estamos, Antonio? Um amigo me deixou te deixar aqui por uns dias. Parece que o pior já passou. E os outros? Nos reuniremos com eles quanto pudermos. O Sotillo nos espera. Algum dia te pagarei pelo que faz por mim, Antonio. Quem é Maria? A velha disse para não se mover. O que você sabe de María? Falou dela durante toda a noite. Mataram o Tuerto. Traga vinho. O que procura, padre? Estes homens necessitam de mim. Temo que não te informaram bem. Estes homens estão mortos. Então? Padre! Confissão! Quero confissão! Confesse-me, padre. Confesse-me! Solte isso! Vamos, levante-se! Quieto, Sotillo! Deixe-me! Chega! A partir de agora mando eu! Há dois homens mais na pousada. Antonio e eu nos encarregaremos. Vamos! Cabo! Sargento! Quieto! Quieto aí! Quieto! Cigano, venha! Para dentro. Vamos! Para dentro! Vamos, rápido! Alto! Alto! Às suas ordens, tenente. Tenho ordem de acompanhar o correio até Cabra. Vocês regressam a Bélmez. Meus homens ocuparão seus postos. Às ordens. Manda alguma coisa mais? Nada, obrigado. Um de vocês suba no assento do cocheiro. Antonio em pessoa! Venha e me conte, velho. Aqui está El Sotillo também. O que fazem por aqui? Ele é nosso chefe agora. Claro que chegou da serra te procurando, e, já vê, agora manda em nós. Vinho, Montes! Traga vinho! Desde que entrei em Córdoba, ouvi falar muito de vocês. Uma venda, um correio... Muitas coisas para tão poucos homens. Você disse que chegou à serra me procurando? Tive alguns problemas na aldeia. Fui a La Zalema e lá Juan Cebrián me disse para te procurar. O que aconteceu com El Lutos? Morreu. Ele e Jiménez. E El Tuerto também. Sim, que massacre! El Lutos o estava procurando. Bom, e o que quer de mim? Vocês são poucos. Claro que valem mais quatro amigos que dez mal vindos. Viemos até aqui em busca de alguns homens. Em troca, temos algo a te oferecer. Cedo você começa a se vangloriar. Muito cedo para mandar e se vangloriar assim. E eu acreditando que El Lutos havia deixado de ser um animal. Não tenha pressa, falaremos mais tarde. Ele merece estar no comando, El Lero. Tem uma cabeça muito boa, sangue frio, é valente, e arriscamos pouco com ele. Qual é o seu nome? José María Hinojosa. Aí o tens. Um homem que acaba de chegar e já nos dá lições. José María, El Tempranillo. Ele que subiu à serra perguntando por El Lero. O mal desta vida é que não conhece tempos melhores. Você está sempre a um passo de levar um tiro ou te abram as tripas. Claro que se te pegarem, te tratam como a um personagem. Te colocam num tablado e te metem um parafuso através do pescoço. Pense bem. Ainda está em tempo. Não confie em ninguém, nem mesmo em mim. Amigos de hoje, inimigos de amanhã.

Comentários

Nenhuma resenha encontrada

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

*