Rádio RM 87 > Rádios ao vivo Online FM Ouvir
  Rádios ao vivo Online FM Ouvir

Menu de rádio
Outro
Bem vindo de volta.
00s 40s 60s 70s 80s 90s Acre Adulta adulto contemporâneo Alagoas alma Amapá Amazonas Ananindeua Anápolis Apparecida Araçatuba Araguari Arapiraca Araranguá Automobilismo Bagé Bahia Balneário Camboriú Barbacena Barreiras Barretos Bauru Belém Belo Horizonte Bento Gonalves Betim Blues Blumenau Bom Successo bossa nova brasileiro Campos Dos Goytacazes Canções de amor Canoinhas Carapicuiba Católica Ceará christian Classical Comunitárias conversa Country cristão cristão contemporâneo Cuapiaçu Cuiabá Curitiba dança Dance Distrito Federal eclectic eletrônico Espirito Santo Esportes Flashback Florianópolis folk Fortaleza funk Futebol Goiânia Goiás Goioxim Gospel Governador Valadares Gravatá Guanambi Guarapuava Hits Ilhéus Instrumental Itaguai Itapuranga Jaquaritinga do Norte Jazz Jornalismo Kalore Kpop Manaus Maranhão Maringá Mato Grosso Mato Grosso do Sul Minas Gerais MPB notícia Oldies país Pará Paraná Pernambuco pop Pop-Rock Popular Popular 1 Popular 2 Popular 3 Popular 4 Porto Alegre Recife reggae Retro Ribeira Rio de Janeiro Rio Grande do Sul Rock rock clássico rock'n'roll romantic romântico Samba Santa Catarina Santos São Paulo sartanejo Sertaneja Sorocaba Talk Telemaco Borba Tiete Top 40 top40 Três Lagoas Vila Velha Web

Rádio RM 87

Tipos de rádio: Bauru

  

ADS
Rádio RM 87 Ouvir Rádios Online Grátis Brasil Qualidade e Transmissão İninterrupta. Ele é o Dale. -Nossa! -Médico. -Claro. -E ele virou médico pra conhecer alguém assim. Foi como ele queria? -Isso. -Inacreditável. Em nome de Weinberg. W-E-I-N, berg, como em "berg". -Ela é uma graça. -É. Tenho bom gosto com mulheres. Ei. Você achou que fosse o meu lance. Você achou que eu me apaixonaria pela Shira Weinberg. Agora, Mollie, se me permite, preciso me retirar. A Shira detesta atrasos. -Você vai levar isso adiante? -Vou. Não posso deixá-la na mão. Seria maldade. E ela está acenando. Pode acenar também, pra parecer que...? Isso! Excelente. Muito bem, ótimo. Mas pode saber que vou pensar em você o tempo todo. Tchau, Moll. Mollie, você trabalha em quê? Sério? Eu esperava mais de você. Que pergunta clichê! Sim, é clichê, mas, se não me disser, como vou vigiar você? O buquê comestível que você mandou? Aquele cara era romântico. Sei... E você mijando na minha frente. Ando bebendo muita água. Estou hidratada. Fique feliz por mim. Você não me amava. Você me odiava quando me conheceu. Você sabe. O quê? Eu não. -Odiava o meu cabelo. -De professor de Ciências. -E as minhas roupas. -Nossa! Lembra aqueles sapatos? -Meu apartamento. -Era deprimente. Como idealizar o passado. Você não foi feliz comigo. Não é feliz com nada. Não tem comida. Tem um bolinho te esperando na cama agora, entregue em mãos, e acho que se você provar a geleia... -De novo? -É a terceira vez. Meu Deus! Cala essa boca, Donny. Espere. Está tudo bem. Não tem nada lá fora. Ou talvez tenha. Acho que você farejou um guaxinim. Sim, isso ou... tem uma criatura malévola espiando e provocando. Mas você não vai pegar. -Não tem criatura nenhuma. -Meu Deus! Porque a criatura é você! Como assim? Por que você faz isso? O que foi? Ele é burro, eu o amo e é divertido. Feliz aniversário. É um dia, nada mais. É mesmo? Um dia e nada mais? Parece bem mais. Tanto tempo juntos... É importante, não é? Tem razão. Amanhã é nosso aniversário. Isso é... Sei lá. Assustador. Reconfortante. Se o casal fica junto tanto tempo, pode ficar pra sempre. Se você ainda não tem certeza, pode ser hora de partir pra outra. É hora de assumir. Passamos nosso último aniversário em Dubrovnik. Foi sublime. Três anos. Parece um marco. Pois é. Que droga! Meu pai vai me matar. Ah, é. Você vai levar seu pai lá hoje. Espere aí. "Lá"? O nome é quimioterapia. Meu pai tem câncer e faz quimioterapia. -Você nem fala. -Você entendeu. Você suaviza as coisas. Eu não suavizo! Acho que até a seda é menos suave. -Não... -Pra você, meu pai tem um tecido extra superlegal no cólon. "Parabéns! Essas células crescem rápido". Ei! Meu pai tem câncer, e não estou feliz. Pode não ser aqui fora? Nossa! Deus nos livre de a vizinhança ouvir! Ou nos ver transando pelo vão milimétrico da persiana quebrada. Não falamos de dinheiro no táxi para o taxista não ouvir você reclamando, já que a vida dele é pior. Você se preocupa com todos, menos com quem mais deveria importar, porque você já me tem. Maravilha, Sam! Mas quando foi que um taxista chupou você? Uber vale? -Não tem graça. -É engraçado. Eu não ri. Grindhorst me chupou.

Comentários

Nenhuma resenha encontrada

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

*