Rádio Univali FM 94.9 > Rádios ao vivo Online FM Ouvir
  Rádios ao vivo Online FM Ouvir

Menu de rádio
Outro
Bem vindo de volta.
00s 40s 60s 70s 80s 90s Acre Adulta adulto contemporâneo Alagoas Amapá Amazonas Ananindeua Anápolis Araçatuba Araguari Arapiraca Araranguá Automobilismo Bagé Bahia Balneário Camboriú Barbacena Barreiras Barretos Bauru Belém Belo Horizonte Bento Gonalves Betim Blues Blumenau Bom Successo bossa nova brasileiro Campos Dos Goytacazes Canções de amor Canoinhas Católica Ceará christian Classical Comunitárias conversa cristão cristão contemporâneo Cuapiaçu Curitiba dança Dance Distrito Federal eclectic eletrônico Espirito Santo Esportes Flashback Florianópolis folk Fortaleza funk Futebol Goiânia Goiás Goioxim Gospel Governador Valadares Gravatá Guanambi Guarapuava Hits Ilhéus Instrumental Itaguai Itapuranga Jazz Jornalismo Kalore Kpop Manaus Maranhão Maringá Mato Grosso do Sul Minas Gerais MPB notícia Oldies Pará Paraná Pernambuco pop Pop-Rock Popular Popular 1 Popular 2 Popular 3 Popular 4 Porto Alegre Recife reggae Retro Ribeira Rio de Janeiro Rio Grande do Sul Rock rock clássico rock'n'roll romantic romântico Samba Santa Catarina Santos São Paulo sartanejo Sertaneja Sorocaba Telemaco Borba Tiete Top 40 top40 Três Lagoas Vila Velha Web

Rádio Univali FM 94.9

Tipos de rádio: Balneário Camboriú

  

ADS
Rádio Univali FM 94.9 Ouvir Rádios Online Grátis Brasil Qualidade e Transmissão İninterrupta. Adicione ao seu site. Fá-los acreditar que, custe o que custar, ganharão esta guerra. E eu estarei ao lado deles. Pois é esse o meu dever. Não é? Importas-te de falar às Mulheres Voluntárias sem mim? Tenho de escrever o discurso. Clem. Lutar é aquilo que sempre fiz. É a minha própria essência. Se fizer isto, se fizer este discurso, já não estarei a lutar. Não, não estarás. Quem serei eu... quanto tudo estiver acabado? Caso ganhemos ou caso acabe em tragédia? O que serei eu, se não lutar mais? Serás sempre o homem que nos conduziu nesta guerra. Miss Garrett! Sr. Primeiro-Ministro. Muito bem, Miss Garrett. Obrigado. Winston, acabámos de receber notícias. Os desembarques? Não, Londres. Cremos que a Luftwaffe atacará com os novos foguetes da série V. Devíamos preparar o abrigo subterrâneo. Temos aviões para abatê-los? Tentaremos. Mas estes foguetes não têm piloto. São incrivelmente rápidos. Se Hitler pensa que pode quebrar-nos o ânimo assim, está enganado. Miss Garrett, vou precisar de mais um esboço do discurso. A propósito... Obrigado, Smuts. Recebi esta informação sobre o Aspirante Arthur Clayton. Desembarcou na primeira vaga. Enfrentaram fogo intenso. Mas ele combateu com grande coragem e sobreviveu. Está são e salvo. Meu Deus... E... se me é permitido... Ele manda-lhe beijos. Muitíssimo obrigada, Mr. Churchill. Obrigado, Miss Garrett. Na ta Hora Do to Dia Do to Mês Fala-vos o primeiro-ministro. Primeiro, as notícias sobre a grande operação em França. Este magnífico esforço coordenado por ar, terra e mar uniu as forças aliadas para fazer recuar os nazis e começar a libertação de França. A travessia marítima foi feita com muito menos baixas do que receávamos. Os excelentes bombardeamentos feitos pelos nossos navios e aviões depressa reduziram o fogo alemão. A coragem do General Eisenhower é exemplar para tudo o que tem de ser feito. Tudo está preparado como nunca antes o esteve. E estamos alerta até às pontas dos nossos dedos. É uma boa tirada. A noite passada, os perigos pareciam enormes. Mas esta manhã ultrapassámo-los. Esta grande guerra contra o domínio nazi é travada por gente comum.: os soldados, marinheiros e aviadores no terreno e também aqueles que estão em casa. Nós desafiamos Hitler com a nossa tenacidade e força de carácter e com a nossa recusa em ceder à tirania e à opressão e aos mais sinistros males da História. Esta não é uma guerra pela glória. É uma guerra pela liberdade. Os alemães retaliarão. Não sabemos onde vão atacar. As suas novas bombas voadoras não têm piloto. A destruição enviada numa máquina sem alma. Esta é uma arma de cobardes. E os cobardes não podem ganhar. Devemos enfrentá-la com bravura. Como fazem os nossos soldados. Assim como aqueles corajosos homens combatem nas praias, nós, na frente doméstica, também temos de continuar a lutar, para que quando eles regressarem, cobertos de glória, possamos partilhar a sua honra. Hitler volta a tentar ameaçar-nos com fogo. Há quatro anos, ele pensou que podia vergar-nos com o Blitz. Enganou-se. E agora volta a enganar-se. Pois nós não derretemos com o fogo.

Comentários

Nenhuma resenha encontrada

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

*