Rádio Univali FM 94.9

Rádio Univali FM 94.9 Ouvir Rádios Online Grátis Brasil Qualidade e Transmissão İninterrupta.


Adicione ao seu site.

Fá-los acreditar que, custe o que custar, ganharão esta guerra. E eu estarei ao lado deles. Pois é esse o meu dever. Não é? Importas-te de falar às Mulheres Voluntárias sem mim? Tenho de escrever o discurso. Clem. Lutar é aquilo que sempre fiz. É a minha própria essência. Se fizer isto, se fizer este discurso, já não estarei a lutar. Não, não estarás. Quem serei eu… quanto tudo estiver acabado? Caso ganhemos ou caso acabe em tragédia? O que serei eu, se não lutar mais? Serás sempre o homem que nos conduziu nesta guerra. Miss Garrett! Sr. Primeiro-Ministro. Muito bem, Miss Garrett. Obrigado. Winston, acabámos de receber notícias. Os desembarques? Não, Londres. Cremos que a Luftwaffe atacará com os novos foguetes da série V. Devíamos preparar o abrigo subterrâneo. Temos aviões para abatê-los? Tentaremos. Mas estes foguetes não têm piloto. São incrivelmente rápidos. Se Hitler pensa que pode quebrar-nos o ânimo assim, está enganado. Miss Garrett, vou precisar de mais um esboço do discurso. A propósito… Obrigado, Smuts. Recebi esta informação sobre o Aspirante Arthur Clayton. Desembarcou na primeira vaga. Enfrentaram fogo intenso. Mas ele combateu com grande coragem e sobreviveu. Está são e salvo. Meu Deus… E… se me é permitido… Ele manda-lhe beijos. Muitíssimo obrigada, Mr. Churchill. Obrigado, Miss Garrett. Na ta Hora Do to Dia Do to Mês Fala-vos o primeiro-ministro. Primeiro, as notícias sobre a grande operação em França. Este magnífico esforço coordenado por ar, terra e mar uniu as forças aliadas para fazer recuar os nazis e começar a libertação de França. A travessia marítima foi feita com muito menos baixas do que receávamos. Os excelentes bombardeamentos feitos pelos nossos navios e aviões depressa reduziram o fogo alemão. A coragem do General Eisenhower é exemplar para tudo o que tem de ser feito. Tudo está preparado como nunca antes o esteve. E estamos alerta até às pontas dos nossos dedos. É uma boa tirada. A noite passada, os perigos pareciam enormes. Mas esta manhã ultrapassámo-los. Esta grande guerra contra o domínio nazi é travada por gente comum.: os soldados, marinheiros e aviadores no terreno e também aqueles que estão em casa. Nós desafiamos Hitler com a nossa tenacidade e força de carácter e com a nossa recusa em ceder à tirania e à opressão e aos mais sinistros males da História. Esta não é uma guerra pela glória. É uma guerra pela liberdade. Os alemães retaliarão. Não sabemos onde vão atacar. As suas novas bombas voadoras não têm piloto. A destruição enviada numa máquina sem alma. Esta é uma arma de cobardes. E os cobardes não podem ganhar. Devemos enfrentá-la com bravura. Como fazem os nossos soldados. Assim como aqueles corajosos homens combatem nas praias, nós, na frente doméstica, também temos de continuar a lutar, para que quando eles regressarem, cobertos de glória, possamos partilhar a sua honra. Hitler volta a tentar ameaçar-nos com fogo. Há quatro anos, ele pensou que podia vergar-nos com o Blitz. Enganou-se. E agora volta a enganar-se. Pois nós não derretemos com o fogo.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *