Rádio Colinense 105 FM > Rádios ao vivo Online FM Ouvir
  Rádios ao vivo Online FM Ouvir

Menu de rádio
Outro
Bem vindo de volta.
00s 40s 60s 70s 80s 90s Acre Adulta adulto contemporâneo Alagoas Amapá Amazonas Ananindeua Anápolis Araçatuba Araguari Arapiraca Araranguá Automobilismo Bagé Bahia Balneário Camboriú Barbacena Barreiras Barretos Bauru Belém Belo Horizonte Bento Gonalves Betim Blues Blumenau bossa nova brasileiro Campos Dos Goytacazes Canções de amor Canoinhas Católica Ceará christian Classical Comunitárias conversa cristão Cuapiaçu Curitiba Dance Distrito Federal eclectic Espirito Santo Esportes Flashback Florianópolis folk funk Futebol Goiânia Goiás Goioxim Gospel Governador Valadares Gravatá Guanambi Guarapuava Hits Ilhéus Instrumental Itaguai Itapuranga Jazz Jornalismo Kpop Manaus Maranhão Maringá Mato Grosso do Sul Minas Gerais MPB notícia Oldies Pará Paraná Pernambuco pop Pop-Rock Popular Popular 1 Popular 2 Popular 3 Popular 4 Porto Alegre Recife reggae Retro Rio de Janeiro Rio Grande do Sul Rock romantic romântico Samba Santa Catarina Santos São Paulo sartanejo Sertaneja Sorocaba Telemaco Borba Top 40 Três Lagoas Vila Velha Web

Rádio Colinense 105 FM

Tipos de rádio: Barretos

  

ADS
Rádio Colinense, 105 FM Ouvir Rádios Online Grátis Brasil Qualidade e Transmissão İninterrupta. Ou você ainda não percebeu? Chega! Não. Não vou parar. Sinagogas queimadas, vidas destruídas... e quem sabe quantos mortos e feridos em uma noite. E se não acredita em mim, pergunte para eles que estão aqui, que testemunharam tudo. (Noite dos Cristais, //) Legal, ilegal... termos inadequados quando se trata de sobrevivência! Pare, seu porco! Agora te pegamos! O porco está cuspindo. Por que continua cuspindo? Agora ele parou de chiar. Onde ele mora? Jakob! Jakob! Pare! Guarda Suíça da Fronteira! Volte! Por favor, deixe-nos passar! Eu disse para voltar! Ida, volte! Tem mais gente? Ele é o meu marido! É o meu marido. Vamos! Não podemos voltar. Eu não posso! Pode atirar! Mas não vamos voltar! Vamos! Depressa! Esperem aqui! Deixe-me segurá-lo? Não, tudo bem. Ele não pode nos deixar aqui. Ida! Meu marido diz que seu bebê está doente. Robert está com otite. Podem entrar! REFEITÓRIO Bom dia, Sr. Grüninger. Com licença, Sigi? Ah, já vou. Fundos disponíveis? Os anéis de casamento. E $ Marcos. Vocês não precisam nos sustentar. Queremos continuar, para o México. Não me olhe assim! Eu já vi. Perdemos o controle dos números. São tantos. Esta noite chegaram . A comida é servida em turnos aqui e no abrigo. Ninguém está viajando? Como poderiam? Sem dinheiro? Eles sonham com o México. Ei, Schwarz! Vocês iriam para França. Esse era o acordo. Eu sei. Desculpa. Não se desculpe com a gente! Se não conseguirmos mais acomodá-los, vocês terão de voltar. Tenho culpa pelo que acontece na Alemanha? Ou pela política suíça? Me desculpe. Não, eu que peço desculpa. Capitão! Meus pais guardam o dinheiro deles na Áustria. Procuro alguém para trazê-lo. Se der certo, iremos embora. Eu juro. Quando acabarmos com isso, poupe seus nervos para a viagem de volta! Se der certo, nos livraremos de uns ilegais, mas e o resto? Fique quieto! POSTO DE FRONTEIRA PARE! Isso é uma estupidez! O bom contato , é óbvio que fugiu com o dinheiro. Vamos pagar e partir, certo? Certo. Pelo menos tentamos. Jamais imaginaria encontrar contrabandistas tão distintos. Peço perdão pelo atraso. Sugiro que esvazie todo o pacote. O que está fazendo não ficará em segredo por muito tempo. Emitindo um visto após o outro. Um gato sempre cai de pé. Não é só você. Então, vou parar. O que faço com todos os objetos de valor? O que faço com o próximo que chegar atrás de um visto? Você conhece bem o problema. Onde podemos traçar uma linha e dizer: agora acabou? Não sei dizer. Prefiro pensar no que faremos, quando tudo for exposto. Aí nosso humanismo de pouco valerá. Obrigado. Agradeça ao Grüninger! Pegue. Agora vá embora! Espere! Espere! Tenho algo para você. Não aceite nada, droga! Não é o que está pensando. É claro que irei também. Tenha uma boa viagem! Quando iria me contar? O quê? É endereçada a ambos. Parece que alguém descobriu o meu aniversário. Isso é ótimo. Vamos fazer algo juntos novamente. É. Nós iremos! Nunca fui ao abrigo de refugiados. Sim, vamos ver. Não precisa me contar nada. Mas facilitaria as coisas. É algo proibido? Está tudo bem, Alice. Está tão quieto aqui. Boa noite a todos.

Comentários

Nenhuma resenha encontrada

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

*