Radio Rede Aleluia FM 95.9

Radio Rede Aleluia FM 95.9, Radio Rede Aleluia FM 95.9 ao Vivo Online

Tudo bem. Aqui está. É tudo que tenho. Não preciso de tudo isso. O que mais? Você parece bem. Parece muito bem. O que mais você quer, porque estou ocupada e não quero me envolver nas suas merdas nunca mais. Não quero. Tudo bem. Obrigado. Pare de sentir pena de si mesmo. Eu provavelmente vou me mudar para bem longe. E não poderá me encontrar. Deveria se despedir agora. Vai mesmo se mudar? Esqueça. Estou ocupada, está bem? Desculpe. Ei, idiota! Pare com isso! Droga, eu disse para parar. Dê o fora daqui, seu animal. Eu disse para cair fora daqui. Vou mandar prendê-lo. Esse é o único objetivo deles. É tornar você e eu radio O que está havendo? Onde você esteve? Onde você esteve? Seu sortudo filho da . Ficou fora a noite toda, e eles não tiraram sua cama. Como se você fosse intocável. É como se não houvesse punição para o Rei George por aqui. Então, onde você esteve? O que você fez? Aonde você foi? Foi dançar? Foi o que você fez? Uma briga! O que houve com o outro cara. Mandaram ele para outro abrigo. Sortudo de merda. Qualificado para todo tipo de merda agora. Eu disse a eles que você não era bom da cabeça e precisava que alguém cuidasse de você. Tudo bem, né? Sim, eu não sou bom da cabeça. Eu tenho um primo no Quênia. Ele tem uma grande fábrica lá. Turbinas, algodão alguma merda dessas, açúcar. Disse que me daria um emprego fácil. O governo disse que se eu assinar um papel dizendo que não voltarei para o abrigo em Nova York, eles me comprariam a passagem. Me mandam para lá. De graça. Acredita nisso? Não, eu não radio Comprariam a passagem para eu ir até lá. Mas eu não posso ir. Não posso deixar Russell. Cavalheiros, luzes apagadas. minutos. Quem é Russell? Meu cão. Um cão? Ele é quem manda. Onde ele está? Eu não sei. Mas se você tiver uma família eles te levam até lá. Eles te põe no avião para lá. De graça. É um ótimo negócio. Eles farão isso porque querem você fora daqui. Fora deste buraco do inferno. Eu estaria na China agora se não fosse pelo Russell. Ei, olhe isto. Dê uma olhada. Está vendo? Está vendo? Consegue ler? Essa é a oração do Senhor. Em aramaico. Galileu. Esse é Jesus. Com isso nas minhas costas, estou protegido. Você viu essa coisinha redonda aí? Esse é o olho que tudo vê. Tudo vê. Estou protegido. Não há com que se preocupar. Está resolvido. Precisa trazer a certidão de nascimento se quiser um novo cartão do seguro social. Você tem que encontrar. Pode trazer algo equivalente. Ele não precisa da certidão de nascimento. Ele está aqui. Você pode vê-lo. Quando você estiver com seus papéis traga-os e eu vou tentar ajudá-lo. Com licença, senhora. Gostei do cabelo. Tem algum trocado? Desculpe. Um centavo, qualquer coisa? Meu cartão de crédito estourou. Deus te abençoe. Tudo de bom. Tudo de bom. Com licença, Sue, Sue, Sue. Ei, Sue, conseguiu algum trocado? Nenhum trocado? Que cara musculoso. Olha ele andando ali. Parece Sansão. Não achei. Pode ser qualquer coisa. Como o quê? Carteira de motorista. Alguma identificação com foto? Não. Passaporte? Eu já tive um. Não! Identificação militar com foto? Não estive no serviço militar. Pode ser duas contas recentes com seu nome e endereço. Não tenho endereço. Sinto muito radio Telefone? Luz? TV a Cabo? Ele não tem casa. No momento, eu não tenho casa, no momento radio Então, pode ser uma carta do governo datada nos últimos meses. Impostos, seguro social. Você acha que estaríamos aqui se ele tivesse essa merda? Precisa de um documento com foto para tirar cópia da certidão de nascimento. Depois volte aqui, certo? Obrigado, senhores. Ele caiu nos trilhos. Ficou todo fatiado. Foi interessante porque ele vivia no metrô. No trem E, que é pequeno. Porque o trem E fica no subsolo. Não chega acima do solo. Sessenta mil dólares nos sapatos, nas meias. Você não entendeu. Ele não precisava ser quem era. Ele tinha toda a ajuda que precisava nos pés. Não precisava ser um sem-teto. A doença o fez um sem-teto. A doença lhe disse que ele não valia nada. Você pode dizer alguma coisa? Qualquer coisa! Ouviu o que eu estava dizendo? É você o idiota ou sou eu? Eu sou o quê? Eu estive pensando a respeito. Tenho achado que pelos últimos radio Sim? anos, talvez, eu tenho sido apenas um idiota perdedor. E eu radio não tenho mais tanta certeza. Sou um sem-teto? Não, não, você só precisa radio Só está confuso, George, só isso. Eu sou um sem-teto. Não tenho casa radio Isso não é importante. Eu sou um sem-teto. Não sou ninguém. Não existo. O que quer dizer com não existimos? Merda, nós não existimos. Talvez você não exista. Eu existo. Eu vou provar a você radio Eles pensam que você é um palhaço. Você é um palhaço. Pensam que somos palhaços, fantoches. Sou um palhaço agora? Você e eu somos fantoches. Tudo bem, sou um fantoche. Vou fazer alguma palhaçada. Eu sou um fantoche. Olhe para mim. Sou um fantoche. Você está bem? Lave as mãos. Você podia estar trabalhando. Ter o seu próprio lugar. Mas você não quer. Por quê? Por que isso? Porque está doente da cabeça. Você não está bem. Não tem um sistema de apoio. Você ficou velho, você gosta demais da bebida. Não gosta de si mesmo. Você está deprimido. Não acredita em si mesmo. O que a sociedade deveria fazer com você? Por que se importariam? Se continuar falando assim de mim eu vou te machucar. Entendeu? Vou te machucar, eu juro. Não estou falando de você. Eu estou falando de mim. Vocês querem algo como arroz e legumes? Sim, obrigado. Me dê um minuto, está bem? Tudo bem, tudo bem. Vegetarianos. Gente boa no planeta. Pegam um homem que não come animais para tratar bem de um ser humano. Sente-se. Vamos ficar um minuto. E não conte àqueles babacas lá no abrigo sobre isso, certo? Eu poderia tocar, mas está desafinado. Apenas para animar o lugar. Um toque de classe, essas coisas. Não acredito em você. O quê? Que está desafinado? Não acho que pode tocar. É isso mesmo? Não acredito. Não mesmo. Então eu tenho que tocar ou você vai me machucar, como estava dizendo? É isso? É isso? Desculpe. Está se desculpando? Quer parar de pedir desculpas? Não preciso que você acredite em nada. Você não para de falar. Sim, não paro de falar radio Não admira que ninguém goste de você.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *