Rádio Scalla > Rádios ao vivo Online FM Ouvir
  Rádios ao vivo Online FM Ouvir

Menu de rádio
Outro
Bem vindo de volta.
00s 40s 60s 70s 80s 90s Acre Adulta adulto contemporâneo Alagoas Amapá Amazonas Ananindeua Anápolis Araçatuba Araguari Arapiraca Araranguá Automobilismo Bagé Bahia Balneário Camboriú Barbacena Barreiras Barretos Bauru Belém Belo Horizonte Bento Gonalves Betim Blues Blumenau Bom Successo bossa nova brasileiro Campos Dos Goytacazes Canções de amor Canoinhas Católica Ceará christian Classical Comunitárias conversa cristão cristão contemporâneo Cuapiaçu Curitiba dança Dance Distrito Federal eclectic eletrônico Espirito Santo Esportes Flashback Florianópolis folk Fortaleza funk Futebol Goiânia Goiás Goioxim Gospel Governador Valadares Gravatá Guanambi Guarapuava Hits Ilhéus Instrumental Itaguai Itapuranga Jazz Jornalismo Kalore Kpop Manaus Maranhão Maringá Mato Grosso do Sul Minas Gerais MPB notícia Oldies Pará Paraná Pernambuco pop Pop-Rock Popular Popular 1 Popular 2 Popular 3 Popular 4 Porto Alegre Recife reggae Retro Ribeira Rio de Janeiro Rio Grande do Sul Rock rock clássico rock'n'roll romantic romântico Samba Santa Catarina Santos São Paulo sartanejo Sertaneja Sorocaba Telemaco Borba Tiete Top 40 top40 Três Lagoas Vila Velha Web

Rádio Scalla

Tipos de rádio: São Paulo

  

ADS
Rádio Scalla Ouvir Rádios Online Grátis Brasil Qualidade e Transmissão İninterrupta. Seus comentários são importantes para nós... Email: [email protected] para filmar a chegada dele. Ficámos estarrecidos por haver pessoas na beira da estrada quase no caminho todo até lá. O ambiente estava quase caótico. Ao longo do dia, passara de pessoas para mil. O parque era um mar de gente. Quando perceberam que o Bob lá estava, o barulho foi incrível. Era uma noite perigosa. Ninguém queria subir ao palco. Mas tinham de ir! Ele subiu e disse às pessoas que o concerto não era político de nenhuma forma, mas que queria tocar uma ou duas músicas. Acabou por atuar mais de uma hora. Há guerra em todo o lado! Guerra! Guerra no Oriente Guerra no Ocidente "War" era uma declaração de que lhe fora feita uma injustiça e que fazia parte da história da injustiça. Enquanto não terminasse, haveria guerra. Ali estava o Bob em convalescença, horas depois dos disps, a dar um dos maiores concertos da vida dele. Até abriu a camisa e mostrou por onde passara a bala. Era um homem orgulhoso, com as feridas de combate, a mostrar à multidão: "Veem, tentaram alvejar-me mas não me conseguiram matar." Ainda aumentara o estatuto de herói. Sobrevivera ao atentado e estava a contar o sucedido. Deu-lhe outro estatuto. O ESPETÁCULO CONTINUA A JAMAICA INTEIRA SAÚDA A TUA CORAGEM! Depois dos disps, o Bob não se sentia bem na Jamaica. Disse: "Que se foda a Jamaica. Acabou-se a Jamaica. Vamos partir em digressão mundial e espalhar o amor pelo mundo." Ele ficou destroçado. Não acreditava que alguém de qualquer um dos lados pudesse ter sido convencido a cometer este ato abominável contra ele. Sentia-se traído e, na manhã após o concerto, o Bob partiu da ilha e entrou num exílio autoimposto. MARLEY EM EXÍLIO Quando partiu da Jamaica, o país ficou sem ar. Ele não só os deixava como também partia sem cumprir o que lhes prometera. Uma campanha política violenta culminou com umas eleições razoavelmente tranquilas. O vencedor foi o primeiro-ministro Michael Manley. Pouco depois do concerto, Michael Manley foi reeleito com uma votação estrondosa e o Partido Trabalhista da Jamaica intensificou a violência. O problema dos gangs agravou-se ainda mais depois de o Bob se ir embora. Em dificuldades, a Jamaica recorreu ao FMI, a organização de financiamento global dominada pelos EUA. Mas as negociações não correram bem. Houve uma fuga de cérebros na Jamaica. A classe média desertou a ilha. Todos os bens essenciais à vida quase desapareceram. FMI A CULPA É DO MANLEY E, à medida que a escassez de produtos se agravava nos guetos da baixa, a violência aumentava cada vez mais. A violência impossibilitava o regresso do Bob ao país. LONDRES, Ele passava a maior parte do tempo em Londres. Era mais pacífico em Londres e o Bob também gostava do facto de a Polícia não andar armada. Depois do atentado, percebeu que o tempo era limitado e que tinha muito que fazer. Assim, o Bob focou-se, trabalhava na música quase h por dia. Dedicou-se à sua música. Dedicou-se completamente. Era o que fazia para lamber as feridas. Quando estava no exílio, o Bob compôs Exodus, o Álbum do Século para a revista Time. Eu tive a sorte de viver literalmente ao fundo da rua onde gravaram Exodus. O álbum Exodus foi todo inspirado no que ele passara. MARLEY PRONTO PARA SE LAMENTAR Emboscada à noite Todas as armas apontadas a mim Compôs letras especificamente sobre a tentativa de o matarem em músicas como "Ambush in the Night". Londres chegara à idade adulta dos imigrantes africanos de primeira geração pós-colonial, e o Bob viveu essa fase. O Bob estava em Londres, a dar-se com inúmeras culturas e a ser exposto a vários países. Londres abriu-lhe o espírito ao que se passava no exterior. ANGOLA ÁFRICA DO SUL O governo da África do Sul afirmou hoje que vai enviar mais soldados para travar a Guerra Civil Angolana. Os comunistas em Angola enfrentam uma oposição violenta dos capitalistas nos EUA e sul-africanos brancos. O Bob Marley apoiava África cada vez mais e a luta pela justiça social global. De braço dado, com armas Vamos travar esta luta juntos Porque é a única forma De superar os nossos problemas. Era muito cl que o Bob se opunha à "" política, como ele lhe chamava. O Bob dizia:

Comentários

Nenhuma resenha encontrada

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

*