96.1 FM Veranópolis > Rádios ao vivo Online FM Ouvir
  Rádios ao vivo Online FM Ouvir

Menu de rádio
Outro
Bem vindo de volta.
00s 40s 60s 70s 80s 90s Acre Adulta adulto contemporâneo Alagoas Amapá Amazonas Ananindeua Anápolis Araçatuba Araguari Arapiraca Araranguá Automobilismo Bagé Bahia Balneário Camboriú Barbacena Barreiras Barretos Bauru Belém Belo Horizonte Bento Gonalves Betim Blues Blumenau Bom Successo bossa nova brasileiro Campos Dos Goytacazes Canções de amor Canoinhas Católica Ceará christian Classical Comunitárias conversa cristão cristão contemporâneo Cuapiaçu Curitiba dança Dance Distrito Federal eclectic eletrônico Espirito Santo Esportes Flashback Florianópolis folk Fortaleza funk Futebol Goiânia Goiás Goioxim Gospel Governador Valadares Gravatá Guanambi Guarapuava Hits Ilhéus Instrumental Itaguai Itapuranga Jazz Jornalismo Kalore Kpop Manaus Maranhão Maringá Mato Grosso do Sul Minas Gerais MPB notícia Oldies Pará Paraná Pernambuco pop Pop-Rock Popular Popular 1 Popular 2 Popular 3 Popular 4 Porto Alegre Recife reggae Retro Ribeira Rio de Janeiro Rio Grande do Sul Rock rock clássico rock'n'roll romantic romântico Samba Santa Catarina Santos São Paulo sartanejo Sertaneja Sorocaba Telemaco Borba Tiete Top 40 top40 Três Lagoas Vila Velha Web

96.1 FM Veranópolis

Tipos de rádio: Bento Gonalves

  

ADS
96.1 FM Veranópolis Ouvir Rádios Online Grátis Brasil Qualidade e Transmissão İninterrupta. Adicione ao seu site. Eu sei. Nojento, não é? Oregon State. Corvallis, certo? Isso. Vai, Castores! Sabe, meu pai falou-me de si desde garotinha Nem posso acreditar que Val McKee é o seu pai! É bem um paizão. Um tio louco, na verdade. Loucura, certo? Seu pai foi o mais brilhante resignado que já conheci. Pois é. Minha mãe diz isso, também. Sempre me disse como era exigente. Quer dizer, é. Ah, não. Sem chance! Isso é pele de Graboid? Sim. O pai fez para a mãe. E ela deu-mas. Bem indestrutível. O que faz aqui? Estágio. Faço mestrado em geociência matemática. Como se sente, Burt? Falando de resignados. Sou forte como um whisky de quinta, parceiro. Sério? Parece mais lento que o Mississippi lá fora. Onde estão as minhas munições, meu colete e minhas roupas? À esquerda. Bom, melhoras, Sr. Gummer. Certo. Obrigado, Srta. McKee. Chame-me Val. Qual o seu problema, Burt? Não vai parar o jogo. Precisamos conversar. Onde conseguiu a HK? Sr. Gummer? Há algo que precisa ver. FONTES TERMAIS MELTWATER KM DA BASE A água desceu cms desde a última medição. Detetámos um novo elemento no gás do solo. Sabe dizer o que é? O computador registrou como HCOH. Ácido fórmico? É. E em dose muito concentrada. A acidez do pH é absurda. Que diabos foi isso? Ouviu isso? Saia! Saia agora! Que diabos? O que foi? Foi infectado, Sr. Gummer, por um organismo parasita bem hostil e de gestação extremamente lenta. Qual a notícia má? Infelizmente, ele lança uma neurotoxina quando adulto, que mata o hospedeiro. Mata o hospedeiro? Tipo, o Burt é o hospedeiro? Identificámos que a toxina vem de um Graboid. Um Graboid? O que Apenas, obedeça. Sangue atrás do olho causou inflamação no cérebro. Estágio avançado. Nada bom. Vai precisar de anticorpos. Como conseguimos? De um Graboid. Talvez um deles passe no hemocentro. Como se infectou com um Graboid? Estava na barriga da besta. Então, matamos um Graboid. E acabamos tudo. Deixa comigo, Burt. Os anticorpos têm que vir de um Graboid vivo para funcionar. Um Graboid vivo? Missão impossível. Vai laçar o pescoço deles? Se me der licença, preciso varrer o perímetro. Não está entendendo a urgência da situação. Não deixe a urgência atrapalhar o mais importante. Seu corpo está desfalecendo, Sr. Gummer. Mentira! Preciso de uma segunda opinião. Sei que é muito macho e tudo, Burt, mas eu importo-me com a sua saúde! Importe-se longe daqui. Que coisa mais foleira de se dizer. Nenhuma semente do mal sairá impune! Tire-me isto! Aguenta aí. Por favor, não me solte! Segure! Não solte! Meu Deus! Por favor, não solte! Não solte! Te peguei. Segure-me! Merda! Peguei. Não! Certo! Bloqueiem aquela janela! Certo, malta, apertem os capacetes e preparem um sanduíche! Estamos sob ataque. Protejam todas as portas e janelas! Isso é ótimo. Estamos sob o ataque de uma forma de vida hostil subterrânea. Vamos todos morrer! Escute-me, doutor. Pegue umas colheres de cimento e endureça a casca, entendeu? Certo, quem tiver uma arma, carrega agora. Estamos com a faca na mão. O que tiver em mãos, use! Calma aí, apressadinha! O monitor de vibração sísmica não está a funcionar. Os dados e a câmera não funcionam.

Comentários

Nenhuma resenha encontrada

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

*