Rádio Alvorada FM 94.9 > Rádios ao vivo Online FM Ouvir
  Rádios ao vivo Online FM Ouvir

Menu de rádio
Outro
Bem vindo de volta.
00s 40s 60s 70s 80s 90s Acre Adulta adulto contemporâneo Alagoas Amapá Amazonas Ananindeua Anápolis Araçatuba Araguari Arapiraca Araranguá Automobilismo Bagé Bahia Balneário Camboriú Barbacena Barreiras Barretos Bauru Belém Belo Horizonte Bento Gonalves Betim Blues Blumenau bossa nova brasileiro Campos Dos Goytacazes Canções de amor Canoinhas Católica Ceará christian Classical Comunitárias conversa cristão Cuapiaçu Curitiba Dance Distrito Federal eclectic Espirito Santo Esportes Flashback Florianópolis folk funk Futebol Goiânia Goiás Goioxim Gospel Governador Valadares Gravatá Guanambi Guarapuava Hits Ilhéus Instrumental Itaguai Itapuranga Jazz Jornalismo Kpop Manaus Maranhão Maringá Mato Grosso do Sul Minas Gerais MPB notícia Oldies Pará Paraná Pernambuco pop Pop-Rock Popular Popular 1 Popular 2 Popular 3 Popular 4 Porto Alegre Recife reggae Retro Rio de Janeiro Rio Grande do Sul Rock romantic romântico Samba Santa Catarina Santos São Paulo sartanejo Sertaneja Sorocaba Telemaco Borba Top 40 Três Lagoas Vila Velha Web

Rádio Alvorada FM 94.9

Tipos de rádio: Belo Horizonte

  

ADS
Rádio Alvorada FM Ouvir Rádios Online Grátis Brasil Qualidade e Transmissão İninterrupta. Obrigado. Não até o sol se pôr. Já se pôs para McPeak. Long John, você é um vagabundo. Dispensar uma garota por ter sofrido um acidente. Eu não a dispensei, e não foi um acidente. Acidentalmente, ela cortou muito fundo. E ela está uma bagunça. Acredite, Molly está uma bagunça. Molly. Na noite passada, enquanto eu dormia, você saiu? Tem que me dizer se saiu ontem à noite. Eu estava longe, com certeza. Molly, alguém matou McPeak ontem à noite. Está na televisão? Que diferença faz? Você não sabe se é verdade se não estiver na televisão. Molly, você o matou ontem? Por que eu faria isso? Ele é uma estrela. Ele... Está morto, Molly. E agora, a polícia acha que você o matou. Só não sabem onde você está. Suas irmãs encobriram você. Mas vão te encontrar. Vamos sair daqui. Vamos para Daphnes. Ou para Bakersfield. Bakersfield? Sabe o que o médico me disse? Ele disse que as dores de cabeça são porque eu não enxergo bem. Não vou usar óculos. O que ele acha que sou? Uma hippie? Por que eu não mataria o bastardo? Sempre que me viro, vejo ele. Totalmente nu, sorrindo para mim. Ele não é meu pai. Que diabos acham que ele está pedindo? Acho que o matei. Por que eu fiz isso? Ele era tão bonito. Eu acho... Não sei. Ele me amava? Amava. Um pouco. Jogadores de futebol. Por que eu deveria... Homens que eu queria na minha equipe. Quantos outros estavam na sua equipe? Não importa eu não odiar nenhum deles? Exceto aquele primeiro bastardo. A mãe dele cantava na televisão. Depois ele foi cantar com ela. E ele pensou que era uma grande coisa. Ele era bonito. Ele disse que eu não era bonita. Ele disse que eu não era uma mulher de verdade. Ele era rico, mas eu tinha um telescópio. Mas seus olhos eram amarelos. Claro, claro, amarelo claro. Doce Molly. Doce, doce Molly. Olhos de tigre. Eu deveria tomar mais pílulas, não? Sim. Você me daria, Long John? Sim. Aqui, querida. Esperem. Não podem. Temos que ver a tia Molly. E você não pode nos impedir. Ninguém pode. Ela está doente. Ela ainda é nossa tia Molly. Claro, mas não pode voltar? Não. Quatro milhões... Quatro milhões a estibordo. Havia uma baleia sob o barco, Long John. Tadd e Tripoli estão aqui. Tia Molly. Tia Molly. Meus queridos! Queria lhes levar para caminhar, mas sua mãe disse que... Acho que mamãe está louca, não acha, tia Molly? Todo mundo fica louco, às vezes. Mas sua mãe ama vocês. Ela disse que você estava doente. Sua tia Molly está... Long John, são meus meninos. Eu só tenho que tomar um monte de pílulas hoje, mas amanhã tudo ficará bem. Aquelas pílulas. Sim, sim. Você poderia... Tadd, por que vai pegar algo para eu beber? Molly, Tadd e Tripoli não podem ficar aqui. Na televisão, nos comerciais... Em um canal, pílulas são tomadas todos os dias. Não é verdade, Tadd e Tripoli? Desculpe por eu ter quebrado sua televisão, Long John. Tadd, Tripoli, Doris! A tia Molly tem que dormir agora. Às vezes é tão bom dormir no chão, não é? Sim, tia Molly. Deem-me um beijo. A Doris os levará para casa. Não é, Doris? Sim. Se não se derem bem até os anos no bom EUA, podem esquecer disso. A menos que sejam sortudos como eu.

Comentários

Nenhuma resenha encontrada

Escreva um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

*

*