Radio 93 FM 93.3 FM Rio de Janeiro

Radio 93 FM 93.3 FM Rio de Janeiro, Radio 93 FM 93.3 FM Rio de Janeiro ao Vivo Online

Adicione ao seu site.

você acha que pode ir a qualquer lugar. E isso é ruim. Você se parece com sua mãe. Por que está aqui? Quanto tempo vai ficar? Nasci aqui. Eu também. E voltei. Esta é a minha casa. Você tem cigarro? Não. Merda. Acho que vou ter que arrumar. Você fica aqui. Pelo que vejo, ele não te matou ainda. Se te fizer mal, vou na polícia denunciá-lo. Não espere que eu vá lá fazer meu cabelo com ele olhando. Disse a ele onde eu estava? Outra pessoa pode ter dito. Ah, é? Quem? Olha, Jesus, vá à merda! Você me emprestou o apartamento? Não é verdade? E por que não? Ele disse que não. Pergunte a ele. Não me importo com ele. Mas eu, sim! Mas por quê? Ai, Jesus! Jesus! Mama, ele não vai saber. Eu não vou dizer nada. Mama, por favor! Mama! Ouça, garoto, não posso arrumar problemas. Não posso me dar a esse luxo. Mas que problemas? Nenhum! Um bêbado louco em cima de mim! Desculpe, mas negócio é negócio. E o que eu faço agora? Olha, pensei numa coisa. Cindy, calada! Não sei. Em uma semana, várias… Não sei! Por favor. Não e não! Definitivamente não quero você perto daqui. Se quiser, vá à minha casa, continue arrumando as perucas, e vou te agradecer. Ele logo vai embora. Ou morre de tanto beber uma noite dessas. Dê um tempo. Ei, garoto. Meu pai também era um merda. Era? Até que rachei sua cabeça com um ferro. A partir daquele dia, se acalmou. Já voltou? Onde estava? Jesus, maldito, me responda! Em lugar nenhum. Esses são os discos que eu dei à sua mãe. Alguém jogou fora, eu os achei e trouxe para casa. Imagina? Temos que ficar juntos… ou tentar. Entendeu? Serei mais civilizado. Você vai me respeitar. Está dormindo confortável no sofá? Estou. Vai cortar meu cabelo? O quê? Você corta cabelo, não? Corto. Agora? Não, amanhã. Não tão curto. Sim, eu sei. Quero parecer respeitável. Para ser alguém tem que impressionar as pessoas. Quase nunca corto cabelo de homens. Quase sempre de mulheres mais velhas. Se me deixar como uma velha, vai saber o que é bom. Estou bem? Precisa fazer a barba. Vá à merda! Quero que você venha comigo amanhã. Hein? Amanhã vamos ao clube de boxe. Quero que todos saibam que eu voltei. Preciso conseguir um emprego. Não vamos morrer de fome, não é? Na cara! Na cara! Vamos, vamos, vamos! Anormal! O quê? Ele abre muito, olhe só. Se não fechar a guarda, eles matam você. Aí está. Ei, Néstor! Vai deixar que esse menino faça coisas assim? Assim como? Vai, vai. Esse menino é muito impulsivo. Tem que subir a guarda! E quem, diabos, é você, rapaz? Não se lembra de mim? Deveria? Sou eu, Néstor. Eu. Não te vejo contra a luz. Vamos! Vamos! Isso! Sai, sai. Com a outra. Isso, se mova. Vamos, intensifique agora! Vamos! É isso mesmo. Aqui estou eu. ! Estão ressuscitando os mortos! Maldito Ángel! Já estou em casa. Ángel Gutiérrez! Pessoal, venham aqui. Ángel? Isso. Ángel, você é monstro! Maldito! Nando, olha quem está aqui. Professor! Maldito! Está igualzinho. Vamos lutar. Não parece mais o mesmo. Mas estou um gordo de merda. Conhece o meu filho? Sim, ele vem sempre aqui. É um bom rapaz. Eu sei. Mas, diga. Estou inteiro ou não estou? Ángel. O quê? Eu tenho clientes regulares. Tenho que cortar seus cabelos. Estão me esperando à tarde. Quem? Algumas senhoras mais velhas. Prometi a elas. Posso comprar comida quando voltar para casa. Mas não chegue tarde. Está bem. Até logo. Lydia não tinha morrido? Onde estava metida? Ela se aposentou. Mora em Viñales. Ai, meu Deus, que estranho! Onde está Mama? Depilando o rabo. Eu que sei? As perucas estão lá dentro, Jesus. Você tem que arrumá-las. Ontem à noite, eu parecia uma drogada. s de merda. A única coisa que sabem fazer é cacarejar. E o que mais você quer? Que me digam que sou linda. Ei! Você ainda está aqui? Estava te esperando. Arrumei as perucas. Muito bem. Obrigado. Mama… Me diga que sim. O quê? Que posso voltar a atuar. E essa mudança? Por quê? Ele não dá a mínima para mim. De qualquer forma, ele partirá. Tem uma mulher em Santa Clara. Mama! Vamos nos atrasar! Estamos indo. Sim, eu sei. Vamos ver… Vou te testar novamente este sábado. Uma música. E juro que se houver algum problema, eu esquartejo os dois. Não vai acontecer nada. Por que nesta ilha gostam tanto de um drama? Sim, eu não quero falar do sol Eu só quero o calor Sim, eu não quero falar do mar Eu só quero seu sal Porque, com a vida material Eu só vou jogar Porque, existir me interessa mais Do que sonhar Eu só vou lutar Por viver mais e mais e mais Não, não, não. Eu quero que me diga seu segredo. Com as duas mãos me dou bem. Javier, estou muito cansada. Docinho, estou conversando. Estou boxeando. Olha, é bom que vá à academia. É? Claro, assim me ajuda a treinar. O campeonato nacional já está perto. Vou ganhar essas lutas. Então não precisa da minha ajuda. Não, depois vou ao Pan-Americano no México. Eu quase fui a esse. Então vou embora e ganhar muito dinheiro. Vai embora? O quê? Ficar aqui e me foder? Não sei, vou pra Espanha, EUA, pra ganhar muito dinheiro. Javier… Eu estou falando, idiota! Mulheres, Ángel. Vou indo. Nem comida tem. Arroz e feijão. Isso é uma merda. É comida de cadeia. Com essa merda não se pode viver. Eu era como ele. Tonto e feliz. Mas durou muito pouco.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *