Rádio Cultura de Guanambi

Rádio Cultura de Guanambi, Rádio Cultura de Guanambi ao Vivo Online

Adicione ao seu site.

Bom dia, Clarrie. Já te dou o fato-macaco. Tudo bem, querida. Gosto dele quente. Está um frio de rachar, esta manhã, na bicicleta. Em que turno estás? Das nove às sete. Outra vez, não. Estás a matar-te, é o que é. Dois empregos, é um disparate. Toda a gente faz o mesmo, não é? Geoffrey, vem tomar o pequeno-almoço. Já vou. Está com um ar estafado. E estou. Cuidado com o prato. Está quente. Geoffrey. Vou já, mãe. Bom dia. Bom dia, rapaz. Bom dia, Geoff. Onde desencantaste esse chapéu? Deu-mo o Billy Rathbone. E quem lho deu? Na ida ao peixe com batatas fritas. O quê? Na ida às batatas fritas. Vão buscar peixe e batatas fritas para os ianques. O Billy é o organizador. Eles pagam-nos. Ele deixa-me ajudá-lo ao sábado. Não quero que faças isso. Mãe. Tira o chapéu quando estás à mesa. Mãe. Tira-o, Geoffrey. Eles são muito bons para os miúdos. São? Gostas de ver o teu irmão portar-se como um parasita? Palavra de honra. Talvez tu te vejas assim. Uma diversão para estrangeiros com dinheiro. Sinceramente. O teu Ken pode ter algo a dizer. Pai. São uns rapazinhos, mãe, a milhares de quilómetros de casa. Devíamos estar gratos. Eu estou grata. Precisamos de toda a ajuda que vier. Mas será que precisam de se armar em donos disto? Vá. Vamos a sair do caminho. Desimpeçam todo o caminho. Raio de chuva inglesa. Condutor, lá atrás na recepção. OK, Sargento. O que vamos fazer com esta merda toda? –. Não vou assinar por uma coisa que não recebi. Vê no manifesto. Tens dez caixas de binóculos. Isto são binóculos? Ora vamos. OK, eles meteram água. É o exército. O que esperavas? Tenho whisky no camião. Fica com os ténis e dou-te duas caixas. Estás a subornar um camarada oficial? Tenho de sair daqui. Estou chocado. Quatro caixas. Seis. Isso é roubar. Não quero o whisky para mim. Olha-me estes desgraçados todos molhados. Lá fora a dar ao couro. São os meus homens. Não me perdoaria se não cuidasse deles. Tens uma lábia do caraças. Mas tu é que tens os tomates entalados. OK, seis caixas. Obrigado. Parvalhão. Comboio seis, atenção na messe. Alguns de vocês não guardaram… Mais cebolas e batatas para aí. Certo. Alguns restos de ossos. Dão um certo sabor. Certo, Matt. Apagar o cigarro. Queria um pouco desse farelo. E uns presuntinhos desses? Umas hortaliças. Um pouco de molho. Volto depois a buscar a melancia. Faz isso. Próximo. Atenção. Deixa passar. Conseguimos. Não percas, seja lá o que for. Um passe, palerma. Temos um passe. Não me digas. Ouvi dizer que algumas miúdas não vêem homens há anos. Estás a imaginar? Anos. Despacha-te. Vai-te mudar. Esperaram anos. Devem poder esperar mais umas horas. Mais alguém quer bilhetes? Próxima paragem Coach and Horses. Coach and Horses, paizinho. Vamos lá. Mais bilhetes? Quem é que não pagou? Vamos lá. Boa noite, paizinho. Cuidado. Pronto, amigo. Obrigado, Sargento. Ele aguenta-se? Quem, o sargento-mor? Ele ia dar ao pub com um balde enfiado na cabeça. Lá isso é verdade. O que disse ela? Não sei. Para onde vão? Nada de brincadeiras. Já vos conheço as manhas. Para a cidade, não é? É a primeira vez? O gato comeu-lhe a língua? É muito tímido. Tem medo das mulheres. Dois de quatro pence. Eu pago. Podes pagar? Sim. Uma de seis pence, dois pennies. Obrigado, amor. Mais alguém quer bilhetes? Ouviste? Chamou-me amor. Não é nada de pessoal. Última paragem. Saiam todos. Cá estamos. Little America. Terminal da cidade. Vá, rapazes. Tudo a sair. Fim da linha. O autocarro só vem até aqui. Falaram-me do nevoeiro. É ridículo. Boa noite, amor. Isto é que é a cidade? Alguns minutos a pé, amor. Segue por aquela estrada. OK. Obrigado. Oi, meu anjo. Eu? Vem cá. Toma. Para o caso de te perderes. O que é que diz? Diz que vamos ao cinema. Muito bem. Se vierem, não falo com eles. Não fales. Quero lá saber. Queres metade? É o último. Se ofereces. A minha mãe mata-me. Podias ter perguntado primeiro. E como? Estavam no meu autocarro. Lá estão elas. Com licença. Vamos. NOTlClÀRlO BRlTlSH MOVlETONE O repórter Leslie Mitchell para a Movietone. TROPAS BRlTÂNlCAS NA BlRMÂNlA Os primeiros filmes chegados da frente da Birmânia… Desculpem o atraso, estava tão escuro que não dávamos com isto. É um blackout, fofo. Se acendes uma luz, largam-te uma bomba em cima. São assim, os alemães. Uns mauzões. Chamo-me Danny. Mollie. Este é o Matt. Olá. Esta é a Jean. Prazer em conhecer-te, Jean. Eu disse prazer em conhecer-te, Jean. Estou a tentar ver as notícias. O objecto deste ataque foi obter a identificação das tropas japonesas alegadamente ocupantes. Um cigarro? Não. Obrigada. Viste isto? Cala-te. Matt, vais estar calado. Ela está a tentar ver as notícias. Quatro peixes com batatas fritas, não é? É para comer agora? Morro de fome. Tira sal e vinagre. Aqui tens, Jean. Não estão temperadas. Dois bacalhaus com batatas fritas. Mais polme aqui, Doris. Deixa-te disso. Bem podes falar. Tome, soldado. Coma isso que não se dará mal. Não está a brincar. Meia coroa, amor. Claro. Não, dois shillings e seis pence. Leva-o para ali e ensina-o. É melhor ele aprender o dinheiro ou enganam-no a torto e a direito. E tu, filho, o que há-de ser? Peixe e batatas, por favor. doses. Vamos ficar aqui a noite toda.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *