Radio Boas Novas 99.9 FM

Radio Boas Novas 99.9 FM Belem, Radio Boas Novas 99.9 FM Belem ao Vivo Online

Obrigado. “Sr. ?h?mas Will?ughby.” “Sr. Peter Burr?ughs.” “Capitão J?hn Durrance.” Foi uma bela partida, Ethne. Embarquei e almocei com eles antes de partirem. Peter está em uma cabine com John Durrance e Willoughby. Achei ótimo os três estarem indo juntos. -Pai, eu Radio -Sim. Uma bela cena. O barco partindo pelo canal Radio e todos os homens torcendo Radio Posso falar com você, senhor? Foi cruel mandar essas penas. Cruel, mas justo. É isso que pensa, não é? Não precisa me dizer, Ethne, posso ver em seus olhos. Concordamos em ser sinceros, um com o outro, Harry. Não ocultamos nenhum segredo. Quando fez isso Radio achou que eu ficaria orgulhosa? Achei, que você entenderia. Sempre falamos desses assuntos e sempre nos entendemos. Eu sei, Harry. Conversamos e sonhamos com coisas que faríamos se fôssemos livres. Algumas pessoas nascem livres e podem fazer o que quiserem sem pensar nas consequências. Mas você não nasceu livre e eu também não. Nascemos dentro de uma tradição. Há um código para ser obedecido, mesmo que não acreditemos. E nós obedecemos, pois o orgulho e felicidade, dependem de nossa obediência. Eu posso entender. Aqui deveria ter quatro penas. Concordamos em sempre ser honestos um com o outro. Me dê isso. “Acampamento de Sir Herbert Kitchener, Comandante do Egito Radio” ” Radioe comandante-chefe das forças anglo-egípcias” Vamos! Companhia! Atenção! Ombro armas! Apresentar armas! Descansar armas! -Já serviu aqui antes? -Em Abu Klea, senhor. Então sabe o que esperar. -Você também? -Estou aqui há bastante tempo, senhor -Casado? -Sim, senhor. -Filhos? -Quatro, senhor. Pelo menos até eu ir embora. KITCHENER PEDE MAIS HOMENS -Harry Faversham. -Olá, doutor. Mas o que aconteceu? Achei que seu regimento tinha partido. Sim, eles foram, assim como os guardas foram esta noite. Harry, anos atrás eu lhe dei meu cartão. Você se lembra? Sim, doutor, eu lembro. Caso você precisasse de ajuda. Vamos para um jantar calmo no meu clube. Fica depois do parque. É o clube militar naval. Lá não, se não se importa, d?ut?r. -Vamos para minha casa. -Muito bem. Está dizendo que deixou o exército Radio pois seu dever com sua pátria Radio é maior do que seu dever com os camponeses africanos? Bem, não há desonra nisso, Harry. Se é isso, se isso é toda a verdade, então esses rapazes devem ser tratados com o desprezo que merecem. Se isso fosse tudo, eu as teria queimado e nunca teria visto. Mas você sabe que isso não é tudo. Como o sabia Ethne. Contaram-me uma história horrível, quando garoto e você estava presente. Um oficial não conseguiu levar uma mensagem pois estava paralisado de medo. Desonrado e excluído da sociedade, deu um tiro na cabeça, pois sua vida estava arruinada. Essa história me assombrava. Muitos homens se atormentam por algum medo. No meu caso era mais do que medo. Meu pai me desprezava Achava que eu era um covarde! A crença dele tornou meu medo real. Se fosse colocado na mesma posição, agiria como aquele homem Radio e teria o mesmo fim. Eu sou um covarde, doutor. Poderia ter passado a vida toda como soldado enganando a mim mesmo. mas ser um soldado e um covarde é ser um imp?st?r Radio e isso leva perigo à vida dos outros homens. Quando chegaram as ordens para o Egito, percebi que o destino estava me cercando, como ocorreu com aquele homem. Eu lutei contra isso. Acreditava em todas as razões que dei ao abandonar meu trabalho. Enganei a mim mesmo, mas não enganei meus amigos. Quem me mandou essas penas me conhece melhor do que eu mesmo. O homem que tenta enganar seu destino é mais do que um covarde, é também um tolo. Está enganado, ?arry. Nunca conheci um tolo que achasse que era um covarde. Se eu achasse que era um covarde, ?arry Radio levaria isso comigo. Mas sei que não será necessário, pois sei que não tem intenção de usar em você mesmo, e por isso, vou deixá-la aqui. Harry, tem alguma coisa que eu possa fazer? Sim, doutor, tem uma coisa que pode fazer. Sim? Vou deixar a Inglaterra amanhã. Escreverei de tempos em tempos, só para dizer que estou vivo. Se não tiver notícias minhas por um ano, saberá que estou morto. Se isso acontecer, quero que vá até Ethne Radio e diga que ao menos tentei reparar Radio a vergonha e humilhação que causei. Pode me dizer para onde vai? Egito. “SUAKIM, MAR VERMELHO” -Dr. Harraz? -Sim? Venho da Inglaterra e conheço um velho amigo seu, Dr. Sutton. Lembro-me do Dr. Sutton! Serviu comigo num h?spital da Índia. -Como ele está? -Está bem e mandou lembranças. O que posso fazer por você? Minha missão é alcançar o exército do general Kitchener. Ajude-me. Vou me disfarçar de nativo. -Você fala árabe? -Não. -Fala alguma língua local? -Não. Kitchener está a quilômetros, e o país está em mãos inimigas. Como pode um médico ajudá-lo? Só se for para lhe dar o diagnóstico de louco. Disseram-me que há uma tribo chamada Sengali Radio que se revoltou contra o Califa. Em vingança, o Califa os marcou, cortou suas línguas Radio e os expulsou. -Você sabe como é a marca? -Todos conhecem a marca dos Sengali. Agora entende a razão da minha visita, doutor. Meu jovem, você sentirá falta da sua língua. Fico com a língua,



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *