Radio Metropolitana 97.9 FM Arapiraca

Radio Metropolitana 97.9 FM Arapiraca, Radio Metropolitana 97.9 FM Arapiraca ao Vivo Online


Adicione ao seu site.

Não era feliz no seu golfo natal?” Eu, que o encontrei em Mosdok Radio pensava no seu Vesúvio distante.” O que foi? É italiano? Italiano? Não. Você é italiano. É visível pelo cabelo, pelos olhos, por tudo. Mas, tem vergonha de me dizer que é italiano? Diga, por que não quer? Ouça Radio vim procurar o meu marido, mas, não consigo saber se está vivo ou morto. Você é italiano. De onde é? Era italiano, agora sou russo. Por quê? Por quê? Por quê? É uma longa história Radio e não há razão para certas coisas. Acontecem e pronto. Não. Não o conheço. Eu era um alpino. Se soubesse algo, juro que lhe diria. Por que não volta para casa? Que casa? Não? Conhece-o? Conhecem-no? Sabe se é ele? Bom-dia. Bom-dia. Estou cansadíssima. O Antonio estava morto. Quase morto. Estava Radio congelado. O Antonio esqueceu Radio esqueceu tudo. Até o nome. E eu sempre estava junto. Sempre, até ele ficar curado. Não quero vê-lo mais. Não quero vê-lo mais. Não quero vê-lo mais! Isso não se faz! Isso não se faz! Isso não se faz! Não! Isso não se faz! Isso não se faz! Isso não se faz! Isso não se faz! Você está com medo? Não, estou arrepiada. -Se quiser, passamos na vila. -Sim. Desde quando anda de moto? Desde criança. Estamos descendo? Não, estamos no plano. Não tenha medo de mim. -Sou bom piloto! -Sim. -Vamos até o rio? -Sim, vire aí. Como uma flecha! Maldição! -Você é louco? -Não parou, a maldita. Mas, como se pode, pela direita, até o rio? Só um parvo, mesmo. Onde está o sapato? Devemos agradecer por não termos nos machucado. Eu sabia que não devia vir. Disse que nunca tinha andado de moto. É assim que se anda? Lá está ele! Pegue. -Aonde vai? -Para casa, a pé! -Espere! -Nem por decreto! Não quer entrar? Quer se sentar? Ali havia o retrato do Antò. Sim. É melhor Radio -é melhor que tenha morrido. -Para mim também. É melhor para a senhora, é melhor para todos! Senhora, ele está vivo! Ele tem uma casa, uma mulher Radio e uma filha. À MINHA GIOVANNA COM MUITO AMOR. ANTONIO. Papai. Antonio. Antonio Radio É o apartamento no terceiro andar. Para dentro. O que você tem? Nada. Você está muito triste por ela. Não suporto vê-lo sofrer assim. Não gosto Radio Você está sofrendo. Preciso de uma licença. Necessito viajar para a Itália. Sim, ele tem que ir ver a família. Mas, isto é difícil. É difícil conseguir a autorização. Ele está aqui como russo. A questão é complicada. Eu sou italiano. Sim, isto é verdade. Vivo com ele desde o fim da guerra e temos uma filha. Sou apaixonada por ele. Bem, então, vamos tentar uma autorização. Mas, é certo que haverá dificuldades e que enfrentaremos muita burocracia. Está claro? Sim, obrigado. Sim, obrigada. Fico muito agradecida. Vamos lá. Desculpe-me, sou italiano. Como se usa esta pele? De várias maneiras Radio É uma pele linda. Quanto custa? rublos. Tem outras opções? Sim, tenho esta, por rublos. É melhor colocá-la na seção de perucas, ou sabe-se lá o que acabará fazendo aí. -Alô. -Alô, Giovanna. -Quem fala? -Giovanna, sou eu, Antonio. Sou o Antonio. -Giovanna Radio -Onde está? Estou aqui em Milão. -Sim, mas Radio -Giovanna Radio Vim por você. Giovanna, quando posso vê-la? Como me encontrou? Informei-me e me deram seu telefone. Antò, não quero vê-lo. Nunca mais quero vê-lo. Não, um momento. Só um momento. Vim de tão longe, me desculpe. Eu também tinha viajado muito, de dia, de noite, até que o encontrei. Não me faça falar. Antò Radio agora nem eu estou mais sozinha. Está com outro? Sim Radio é operário e estou com ele. Agora ele está na fábrica, no turno da noite. Então, não vamos nos ver. Vou embora, como se nunca tivéssemos nos falado. É melhor assim? Sim, não somos mais os mesmos, você e eu. Você tem outra Radio eu tenho outro Radio Pronto, não falemos mais nisso. Então, adeus Giovanna. Adeus, Antonio. Adeus. Obrigada pelas flores Entre todas as reconheci Elas me machucaram Mas, eu as aceitei São rosas vermelhas E falam de amor E obrigada também Porque neste dia você Desculpe-me, a greve inclui os comboios internacionais? -Para onde vai? -Para Viena. Recomeçam amanhã de manhã. Há um trem por volta das seis. -Senão? -Como assim? Reparei que há um serviço de ônibus. Sim, mas passam por Turim, Verona, Novara, Bolonha. Não lhe convém. Que desgraça estas greves. Olhe que há um serviço de ônibus, que substitui os comboios. Estão partindo. -Mas, eu não vou partir. -Desculpe-me, pensei que Radio Eu vi que comprou um presente, e assim Radio Ah, a boneca? Não, é para mim. Eu gosto delas. Você não? Ouça, poderia me indicar um hotel aqui perto? Aqui tem o Gallia Radio mas Radio Não, um pequeno hotel ou uma pensão. Não. Quer vir dormir comigo? Então? -Onde? -Aqui perto. A dois passos. “Duce é”? De onde é? -Tem telefone? -Sim, aqui, perto da porta. -Antonio. -Sim, ouça Radio os comboios estão em greve. Não posso partir, até de manhã. Quero vê-la um momento. Preciso lhe falar. Diga-me onde está. Praça Ambrogio Giovagnoli, . Espere! Espere, vou escrever. Desculpe-me, tem um lápis? Poderia Radio escrever Radio Sim, tenho o dos olhos. Como é? Repita. Praça Ambrogio Giovagnoli Radio , escada A, º andar, apartamento . Obrigado. Ouça, como consigo um táxi, aqui? Como, um táxi? Por quê? Vai embora? Sim. Como? Já me despi. Até sujei o espelho. Quanto você cobra? Estou no escuro. Volto a encontrá-lo, assim no escuro. Após tanto tempo. Deixe-me entrar um momento. Vou embora logo. Claro, desculpe-me. Vou procurar uma vela. Sabe-se lá onde estão! -Você está todo molhado. -Não, não é nada. Eu ainda não acredito que você está aqui. Ouça, Giovanna Radio quero lhe explicar tudo. Eu queria me jogar no rio. Depois percebi que se pode viver até sem amor. É verdade. Mas, se soubesse o que passei. À minha frente havia . km de neve. Quando reabri os olhos Radio me vi em uma casa Radio que não conhecia Radio com uma mulher que nunca tinha visto. Não me lembrava de mais nada. Durante muito tempo não me lembrei de nada. Não me diga coisas que já sei. Ela lhe salvou a vida Radio curou você, matou sua fome e tudo o mais Radio mas, deveria ter agradecido e ter vindo embora. Porém, você ficou Radio e teve uma filha com ela. Aquela casa me parecia Radio



Uma resposta para “Radio Metropolitana 97.9 FM Arapiraca”

  1. Zezé Silva disse:

    Radio 97.9 de arapiraca AL,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *