Radio FM Liberdade 95.9 FM Belem

Radio FM Liberdade 95.9 FM Belem, Radio FM Liberdade 95.9 FM Belem ao Vivo Online

vou continuar. Você é demais, né? Você é um grande homem. Sinto pena de você, sabia? Sinto pena mesmo. Sempre achei que você tinha culhão, mas não tem. Você é um degenerado. Um otário. É o que é. Bom. Um babaca falso. Estou falando com você. Você que era tão contra meu pai, e é exatamente o mesmo. Cuidado com o que fala. Exatamente o mesmo. Beberrão, negligente com a família, e tudo mais. Sinto mesmo pena de você. Um babaca fudido. É mesmo um babaca fudido. O que há com você? Ei! Merda! Vem então, cara. Merda. Fudido. Seu fudido! Seu estúpido! Sabia que vão vender? Vão construir em cima. Os vizinhos abriram uma petição. Nem quero saber. Não vou mais gastar energia nisso. Se não está certo, não está certo. Vai lá, coma seu iogurte. O quê? Ah, merda. Quer ovo? Você quer ovo? Mais? Não. Não me importo onde isso vai dar, Frank. O quê? Não me importo onde isso vai dar. Nosso filho diz que nunca vê o pai. Estou aqui, não estou? Vimos você três vezes, esse mês. Mas estou aqui agora, não? Frank. Diabos. Ele só quer que leia uma história. Só isso. A merda de uma história. E quem veio e se juntou? E os dois fizeram música juntos. Eles procuraram e o que viram? E já eram três. E aí, por um longo caminho, saindo da floresta Radio E mamãe também apareceu na floresta. E tudo começou a se acender, pois mamãe era uma fada. Ferre, sinceramente, há muitas possibilidades aqui. É verdade. Só precisa Radio O que aconteceu aqui? O que estamos fazendo? Por que reuniões aqui? Podemos voltar ao escritório, não? Aqui há vista para a rua, amigo. Não fazemos nada aqui, certo? Montamos um bar extra aqui. O cervejeiro não recebe há três semanas. Vamos pagá-lo, sempre pagamos. Não é difícil assim. Simples, manter simples. Um pequeno bar de madeira aqui. Tamboretes de bambu, tudo exótico. Compramos uns animais empalhados no mercado. Largamos tudo aqui. Estamos na selva. E o chamaremos Radio o Bárbaro. O Bar-bar-o. Nada mal. O Bárbaro, meu chapa. Penduramos um monte de fotos de quem tocou no Belgica. Um tributo legal, hein? O Muro da Fama do Belgica! Temos algo a provar. Se Jo retornar Radio Vai enlouquecer. Presentão, hein? Um bar VIP do caralho. Certo Radio Emilio, pra você, amigo. Saúde. Quase não tinha mais fontanela. Você é justo, é sim! Cuide bem dele. Este é o tio Jo. Jo. Como estão as coisas? Bem. Parabéns, tio. Uma foto. Lou, vem cá, vamos. Oi. Olá, Jo. Marieke. Tudo bom? Sim. E você? Como vai o Belgica? Estou parando. Não sou mais dono do bar. Por quê? O que vai fazer agora? Não sei. E você? Parei de estudar. Mas ainda me divirto. Sinto sua falta. Sim Radio Jo Radio Eu amei você mesmo, de verdade. Mas estou com Davy agora. Estou. Com Davy? Sim, com Davy. Sim, sim. Está assim agora. Vai encontrar outra garota. Vou indo. Esse valor? Sim. Sim, esse valor. Está brincando? Isso é metade do que vale. É sério, Jo. Sabe que gastei muito mais nele. Quanto valia aquele lugar antes de eu me juntar? É um vigésimo do que torrei nele. Não consegui mais Radio Claro que não. A maior parte em dinheiro. Sigo os números oficiais. Números oficiais? O Belgica é mantido com dinheiro vivo. Fala sério. Você desperdiçou grana, Frank. Você desperdiçou dinheiro, meu dinheiro também. Você Radio Se eu não tivesse pago os bombeiros o lugar nem teria sido aberto. Ora vamos, Jo. Sabe tão bem quanto eu que dei dinheiro a Schollaert. Não sabe? Foi decisão sua. O quê? Foi decisão sua. Não acredito nisso. Não quero deixá-lo na merda. Não? E o que está fazendo? Apenas os números oficiais. Isso? Brilhante. Brilhante. Se não pode pagar, ache outro sócio, alguém que compre minha parte. Sinceramente! E quer para quando? Que droga é essa? Que droga é essa? Merda. Merda, Frederic, meu chapa. Que merda! Droga! Meu telefone. O que está fazendo? O quê? O que está fazendo, Frank? Me dê, Frank. Dane-se. Me dê Radio Não! Me dá meu bebê, Frank. Me dá meu Radio Amor. Inferno! Amor. Amor? Vá embora, Frank. Vá embora. Vá embora e estrague tudo. Seu idiota retardado. Vá embora, não quero vê-lo nunca mais. Isso não, isso não. Não comigo e com ele, Frank. Isso não. Obrigado por vir. Sem problema.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *