Radio Diário FM Belém

Radio Diário FM Belém, Radio Diário FM Belém ao Vivo Online


Adicione ao seu site.

Luc, este é o meu irmão, Jo. Ei! Ei, Jo! Ei Radio Fiquei preocupado, em casa. Veio buscar uma ? Leve sua mulher para um hotel, assim não preciso ficar vendo. O que há com ele? Ei! Jo! Jo! Vem cá. Algum problema, amigo? Vá com calma. Que merda é essa? Manu? Onde você está? Na porta. Ele voltou, ora. Qual é a sua, cara? Qual é? Vamos, agarra ele. Agarra ele. Fora é fora, cara! Para. Para. Não encha mais daqui em diante, entendeu? Chega é chega! Não é mais bem-vindo aqui. Ouviu bem isso? Ouviu bem? Chega de ferrar a gente, filho da ! Qual é, cara? Já chega. Já chega, Frank. Pensa que não conseguimos reconhecer você? Bateu no meu irmão? Bateu no meu irmão? Aí, cara. Aí, aí. Frank, já chega. Chega de ofuscar, vai apanhar. Filho da . Não consegue sacar, não é? Quem pensa que é? Grande puto. Ele saiu na boa? Foi. Manu! Sem dizer nada? Manu! Para mim não. Largar as pessoas na merda. Que droga, hein? Nunca esperava isso dele. Vou falar com ele. O quê? Eu falo com ele, quero saber. Jo. Deixa quieto. É sério, algumas pessoas são assim. O que fazemos com a segurança? O que fazemos sem Manu? Isso já passou. Já era. Estamos fazendo errado. Temos que fazer diferente Radio Isso você diz. Não, é assim que é. É assim. Então o que sugere? Vamos chamar Mohammed. O cara sabe o que faz. Não. Não! Jo. Às vezes não concordo contigo. Sério, Jo, Manu não prestava. Manu é amigo. Não podemos trabalhar com amigos, não se pode falar nada, quando fazem algo errado. Claro que não, são amigos. Mohammed? E aquela arca de Noé? Arca de Noé? Jo, por favor. Aquele babão. Estávamos nos tornando o point da escória. Temos que selecionar na porta, droga. É simples. Não concordo, Frank. Não vamos barrar pessoas. Desse jeito, estaremos abrindo mão de tudo. Decisão errada. Kim, você fica ali. De olho na porta. Oi. Mohammed. Tudo bem? Tudo certo? Chico. Esse é Kim. Frank. Bem-vindos, bem-vindos. E as coisas? Bem, bem. Há quanto tempo. Sim. Está se divertindo? Sim, está ótimo. Oi, amigo. Tudo certo? Quer beber? Cerveja? Uma cerveja para André. Pronto. Já foi. O que foi? Quero que junte suas coisas e vá embora. Não faz mais sentido. Então é assim. Claro que não faz sentido. Não me importo mais. Quer saber? Nem sei se era seu. Como? Que sacanagem é essa? Que sacanagem é você? Quer saber? Faça o que quiser. Ótimo, faço o que eu quiser. Eu ouvi. Faço que quiser. Não quero mais ver você. Vá embora então. Babaca egoísta. Pilantra. Sim, eu escutei. Você me ouviu? Pilantra. Piranha. Vai se fuder. Otário! Frankie, está acordado, rapaz? Já nasci acordado. Pegue um e passe adiante. Pegue um e passe adiante. Certo, senhoras e senhores. Essa é a nova lista de preços. Deem uma olhada e memorizem. As coisas subiram de preço, então vamos aumentar as bebidas. Recebemos mais uma máquina de gelo. Portanto encham o copo antes da bebida. Mais gelo, menos bebida. Pessoal, sei que é meio bobo, mas é importante. Qualquer detalhe ajuda e as vendas precisam aumentar. Esse é o homem que planeja. Amamos você, Jo. E por último Radio Sobre consumo de bebidas. O acordo é: podem beber o que quiserem. Mas a partir de agora Radio quero que anotem o que tomam. Mais. Incrível. De verdade. Espere, espere. Aguente aí. Dane-se Bélgica, dane-se o Bélgica. Dane-se o Bélgica. Combinamos às h. Às h? Isso é meio da noite para mim, rapazes. E essas reuniões são só babação de coisas que já sabemos. Estamos olhando as vendas dos fins de semana. Precisam aumentar. Como vamos conseguir isso? Certo. Vamos Radio Olha quem está aí Radio A mocinha de botas. Bebê! E aí? O pônei quer um beijo. O pônei quer um beijo? Então o pônei vem com o papai. No rabo e Radio um no nariz. Pronto. Frank? Qual o problema? Podemos falar sério? Sério. Agora o pônei vai sair e dormir um pouco no campo. Beijo. Podemos montar um estábulo. Sério. Vamos. Vai, chega de besteira. Pronto. Então, as vendas. Certo. Precisam crescer. Ferre? Certo. Encomendamos castanhas mais temperadas? O que acha? Boa idéia? Ou Radio Não, colocamos sal no fundo. Vai deixá-los com mais sede. Anote isso, Ferre. Posso? Vá em frente. Você deixou Rudy fazer os pedidos. Não foi o que combinamos. Isso é delegar, Jo. Você faz isso também, não? Que droga é essa? O que ainda faz aqui? O quê? O que ainda faz por aqui? Posso falar uma coisa? Sim, diga. Antes, eu acordava Radio e pensava: “Legal. O que vamos fazer?” No que vamos embarcar? O que vai rolar? E hoje eu acordo e penso: “O que vou fazer errado hoje?” Quer uma reunião? Sim. Legal, teremos uma reunião, mas uma de verdade. Quero montar um bar VIP. Quer um bar VIP Radio É isso que digo. Quero um bar VIP e não deixam. E sabe por que não? Porque o contador aqui é Deus. É verdade. O contador, o contador, o contador Radio Contador, contador. Que tipo de porcaria o bar está se tornando? Quase não há mais shows. Está virando um salão de chá. Estou me transformando num salão de chá? Eu? Isso, num salão de chá. Está bem, fui eu quem colocou aqueles macacos na porta. O que isso tem Radio Tinha me esquecido disso. Foi idéia minha. E o que isso tem a ver? Nossa polícia ferra tudo. Aqueles seguranças Radio Ao invés de segurança temos mais agressão. E isso é culpa minha também? Decidimos isso juntos. Sim, sim, decidimos juntos. Há policiais lá embaixo. Há policiais lá embaixo. Por quê? Para ver Frank. Ver Frank? Então Frank irá lá vê-los, certo Frank? Que merda é dessa vez? Você estava lá? Sim ou não? Uma pergunta direta. Pode responder? Sim ou não. São mentiras. Certo. Há testemunhas, e o próprio Sr. Dos Santos, que alega ter sido chutado e agredido. Alguém mijou em sua cabeça. Teve ferimentos permanentes. Alega que não estava lá? São mentiras. Manu Dewaey confessou tudo. Há testemunhos incriminadores. Pense como explicar isso ao juiz. Ainda não acabou. Esses caras arruinam nosso negócio. Foi assim que perdemos Manu, não? Nem teve coragem de me contar. A mim. Não consigo acompanhar você. Vai rápido demais. Seria melhor se parássemos. Devemos parar. Sim, vender o lugar. Sim, vamos vender tudo. Vender. Legal, vamos vender. Vá então, vá em frente. É o que vou fazer. Não. Não vou parar. Tenho isso em mim. Sou bom. Não desisto,



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *