Radio Jovem Pan News 1020 AM

Radio Jovem Pan News 1020 AM, Radio Jovem Pan News 1020 AM ao Vivo Online


Adicione ao seu site.

Papéis queimam. Eu te amo. Tu não amas nada. És incompleta. Estão faltando as partes humanas de ti. Tu estás tão morta quanto és mortal. Não me deixes. Tu já fostes amável. Eu tenho visto as pinturas. Não lembras do quanto me amavas? Estávamos sempre de mãos dadas. Aqui está como sentias. Tão quente e áspero quanto isso? Isto não queimará. Arranharei um testamento nisto. “A Ricardo, tudo.” Mãe! Lembra-te de como te ensinei números, luta e poesia? Viu? Tu te lembras, sim. Te ensinei a dançar, também, e idiomas jogos e todas as músicas que conheço, e como amar o que é belo. O sol era mais quente, e nós ficávamos todo os dias juntos. William, diga ao rei francês que o encontrarei no salão. Sim, meu lorde. Em meia hora. Meia hora. Bom. Claro que tu sabes que não há uma palavra de verdade nos termos de Henrique. Se isto é um aviso, agradeço. E se for uma oferta? “E se” é um jogo de estudiosos. E se anjos sentassem em cabeças de anfinetes? E se eu fosse rei? O jogo é teu, Geoff. Tu jogas. João. Fiz isto para o pai. Todas as peças funcionam. Levou meses. Não sou um tolo. Eu sei. Agora, este é meu plano. Eu leio três idiomas, tenho estudado leis. Qual é plano? Precisamos fazer um acordo com Filipe. Por quê? Porque tu estás fora e Ricardo dentro. Que tipo de trato? Uma guerra. Se nós três nos juntarmos e lutarmos agora, poderemos acabar com Ricardo. Queres dizer exterminá-lo? Hmmm. E à mãe também? E a mãe também. E então, faremos? Está de acordo? Preciso pensar. Não temos tempo. Somos apenas príncipes sobressalentes agora. Sabes para onde príncipes sobressalentes vão? Para o chão. E então, João quer a guerra ou não? E tu? Se João pedir teus soldados, os terá? Se João quiser guerra, terá uma. João, ouvistes? Ainda estou pensando. Deixe-me ajudá-lo. É ou Ricardo no trono ou tu. Tu achas que ganharíamos? Estou certo que sim. Henrique! Mas tu não entendes. Eu apreciaria uma confiança mais silenciosa. Eu tenho lêndeas suficientes a me beliscar. Mas me prometestes a Ricardo! Bom Deus, tu achas mesmo que esta é minha intenção? Toda aquela cena, tudo que dissestes a João Tu achas que algum dia eu o abandonaria enquanto o tenho mimado e sido seu pai e mãe? Ele é tudo que tenho! Quantas vezes vocês precisam ouvir isto? toda ceia? Deveríamos começar a sopa com quem nós amamos e quem não amamos? Acho que tu gostas de me passar de mão em mão. O que sou para ti uma prataria de coleção? Ou sou tudo que tens, como João? Tenho que obter a Aquitânia para João. Eu falo de pessoas e tu respondes em províncias! Estão misturados. O que significa a Aquitânia para Leonor? Não uma província, mas um meio de me torturar. Por isso ela perde a tarde cortejando Ricardo, ofegando sobre brasas. E ela extorquirá Aquitânia dele. Oh, Deus, tenho adorado escutar atrás de portas. “Ensinei-o a empertigar-se, cordeiro, e a lutar, e a tocar flauta jogos” Definitivamente eu. Pensei que já que eu estava descendo, poderia trazer os presentes. O que me darás? És tão infantil. Sempre perguntas. “A Henrique”. Pesado. É minha lápide! Leonor, tu me mimas! Não vás. Ela se irrita em ver o quanto eu necessito de ti. Necessitas de mim, Henrique, como um alfaiate de uma barragem de funileiro. Ah, eu conheço este olhar, ele está prestes a dizer que me ama. Como à minha vida. Eu falo assim para manter o ânimo dela. Bem, como farias com Ricardo? Partistes o coração dele? Pensas que ele deveria me devolver a Aquitânia? Não vejo motivos para que ele não faça. Afinal, prometi a ele o trono. O garoto continua se perguntando se suas promessas são mesmo boas. Não há sentido em se perguntar se o ar é bom quando não existe nada além para respirar. Exatamente o que eu disse a ele. Pegou ele? Ele te devolverá? Não há Aquitânia para João. Eu preciso dar algo a ele. Não há algum acordo possível? Amor, em um mundo onde carpinteiros ressuscitam, tudo é possível jogos Tu paristes ele, maldição! Ele é teu filho! Oh, céus, sim. Carreguei-o por dias. Recordo-me de cada um deles. Tu tinhas recém descoberto Rosamund. Por que ela é tão particularmente amaldiçoada? Tenho encontrado outras mulheres. Incontáveis outras. Qual é tua conta? Façamos uma contagem das colchas nas quais tu te estendestes. Na de Thomas Becket. Mentira! Eu sei. Tu ainda te importas com o que faço. Quero a Aquitânia para João! Eu quero e eu terei! Esta é a ameaça que conduzes? Isto é para ser uma tortura? Me ferverá ou me esticará qual? Ou eu serei picotada? Tenho os documentos, e tu assinarás. Como me obrigarás ameaças? “Assine ou me nego a alimentá-la.” Lágrimas? “Oh, assine antes que meu coração dispare.” Eu te adoro. Guarde teus arcos doloridos. Esta estrada está fechada. Eu tenho uma oferta para ti, minha querida. Um negócio? Um negócio? Eu dou a província mais rica do continente para João pelo quê? Diga-me, gênio, pelo quê? Tua liberdade. Oh. Assim que João receber a Aquitânia, tu ficas livre. Te deixarei sair. Pense: à solta em Londres, invernos em Provença, viagens de improviso para visitar Ricardo onde quer que ele esteja matando pessoas Tu és bom. Achei que poderia te atrair. Tu sempre gostastes de viajar. Sim. Até mesmo convenci o pobre



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *