Radio Amapa FM 93.3

Radio Amapa FM 93.3, Radio Amapa FM 93.3 ao Vivo Online

De pé! Acalmem-se. O que se passa aqui? A guerra. DE MAIO Doc! Doc! Estou indo! Venha! Venha! Vamos! Ande! O que tem de almoço? Feijão, espaguete e almôndegas radio mais presunto. A Lei de Murphy. Eu não como essa merda. É definitivamente vietcong. Não podemos trepar com vietcongs. Vai contar os seus sonhos com todos os detalhes? Saiba que transei com muitas Mama Sans radio comi uma dúzia e meia de prostitutas radio que dão por uma Pepsi. Pode comer vietcong. Depois dessa merda, você deve a si mesmo. Sargento, vão nos mandar talco de pé? Pare de se preocupar à toa. Se voltar ao mundo com o pé doente radio vão mandá-lo de volta ao Vietnã? Sou vendedor. Os pés são minha vida. Minha pele descascou toda. Que nem bronzeada no mar. É da minha namorada. Dizendo que não vai escrever mais. Os amigos da faculdade disseram é imoral radio ela me escrever. DE MAIO Chamem o médico! Agüente! Chamem o médico! Vamos subir! Mexam-se! Cuidado! Ocupem a essa merda de morro! Vamos nos preparar para filmar o esquadrão. Pronto? de maio. Há quanto tempo está aqui? O quê? Quantas vezes subiu e desceu o morro, irmão? O que fazem aqui? Trabalhando. Besteira. Descendo o morro, eu não tenho tempo. Disseram que não conseguem ocupar o morro. Que tem a declarar? O senador Kennedy diz que não têm chance. Você gosta disso, não? É seu trabalho. A história. Sobrevoa o morro como abutre. Se morrem, tira fotos. É meu trabalho. Respeito mais os caras lá em cima pois radio pelo menos eles tomam partido, você só tira fotos. Não deve fazer sua própria . Ouça-me radio Vou ocupar esse morro. E se o vir tirando fotos do meu pessoal radio vou estourar seus miolos. Você não ganhou o direito de estar aqui. Entendeu? Entendeu. Queria ter ido para o Canadá. Só tem esquimós lá. Os espertos vão para faculdade. Eu não. Sirvo anos. Vou me casar e esquecer isso. Saibam vocês que nós, os irmãos, estamos aqui radio porque não temos grana para estudar. O que estou fazendo? Estou sentado em um clube bebendo e comendo carne? Olhe em volta. Há brancos de todo tipo aqui. A guerra começou para vocês, quando a lutaram. “Bom dia, Vietnã.” Eu nasci na merda. E me tiraram a colher de ouro da boca radio para ver como vocês, os pobres proletários, vivem? Irmão de sangue. Como chegou aqui, Sargento? O Sargento é voluntário nesta merda. Eu fui alistado antes de ficar sóbrio. Vim para a aerotransportadora por causa de Collins. Quem é Collins? Apresentei-me pela realidade. Não acham que cacei muita mulher e me diverti radio antes de receber as armas? Quando veio o chamado radio Collins disse: “Ele não vai.” Precisa respeitar isso. De jeito nenhum! Não quer matar os pequenos? Não sue. Não use sua arma. O que quero é todos unidos. Não precisa gostar, mas precisa ir. Não acontece mais. Certo. DE MAIO Doc! Doc! Tome, filho da ! Fique comigo. Ele está morto! Ele está morto! David! David! Não! Fique aqui! Droga! Vamos! Isso vai endireitá-lo. É uma sorte, cara. Vai para casa. Vejo-o em casa. Estou numa boa. Não sinto nada. Estou viajando. Doc, deve isso a si mesmo. Não ficarão satisfeitos até matarem todos. Como vai agir? Vai voltar para o mundo? Vai voltar, Doc. É o que o mundo precisa, outro negro. Pare com isso. Não sou idiota, irmão. Somos todos negros burros neste morro. Sangue radio e alma. É isso aí! Vamos enganá-los desta vez, não? Subimos nesse morro umas vezes. E ainda não acham que os vencemos. Quem somos? Qual é, Doc? Vamos, quem somos? Não somos como aqueles homens. Não podem nos ferrar. Ocupem esse morro radio e o pessoal de lá do mundo nunca tirará isso de mim. Agüente firme, cara. Precisa agüentar lá fora. Ofereça ao chefe. Senhor radio uma xícara de café? Black Jack quer uma manobra agressiva. Eu disse que muitos ficaram no morro. Não chegaremos a lugar algum. Beba seu café. Para que ficamos voltando? Pergunte-me quando estivermos de volta ao mundo radio com cervejas geladas e mulheres quentes. Quando eu voltar radio nunca mais saio de lá. Privadas, duchas quentes, pizza radio Quero um cachorro-quente com mostarda. E um pouco daquele amor livre de Mollie, da minha cidade. Não é tudo isso. Escreve-se muito sobre o amor, lá em casa. Eles se tatuam. E os botões com “amor” escrito radio nas camisetas floridas. Amam todos, lá. Gatos, cães. Negros, mestiços radio É divertido, aquele pessoal de casa, podem acreditar. Também usam os botões do amor. Amam todos, exceto você. Não vou mais ligar. Depois de Dak To. Aquilo era um morro. E nos encontramos em Oakland. Coisinhas bonitas, sabe, cabelos compridos até a bunda. E tinham radio sacolas radio cheias de radio porcarias. Voltando aqui, nada mais me incomoda. Chego em casa radio a esposa sentada no chão radio as crianças correndo descalças. O ruivo fazendo xixi na privada. Pedi desculpas. Também não significa nada. Vou tomar uma cerveja no Paulie’s. O velho Finnegan treina tiro. Paulie está chato. Bebo cerveja. Manda-nos para casa em sacos de borracha radio “Faltam partes” escritas neles. Não significa nada radio exceto radio que continuam a receber telefonemas de universitários radio dizendo que estão felizes radio que seu irmão foi morto no Vietnã radio pelo exército do povo heróico. Sentam em cima do morro. Por isso estou aqui. DE MAIO Sigam-me! Dê-lhe cobertura. Vá na frente. Tem muita gente lá! Eu sei, mas ande com a metralhadora. Continuem! Passe o rádio! Aqui é .. Metralhadora. Câmbio. Aqui é .. Metralhadora. Câmbio. Metralhadora. Repita. Aguarde. Metralhadora. Entendido! Câmbio. Senhor radio Senhor! O quê? Seu braço. Washburn, segure o braço dele. Vamos descer. Washburn, fique com ele. Você vai ficar bem. Você vai ficar bem. Não se preocupe. Cadê Worcester? Lá em cima, com Motown. Precisamos sair daqui. Sargento, precisamos sair daqui. Sargento, acorde! Sargento! Acorde, Sargento! Não significa nada. Agora! Vamos! Vamos! Sigam-me! Levante-se! Levante-se! Alphabet? É Vincent. Vincent Languilli. Consiga isso por mim, certo? Vamos, pessoal! Vamos, pessoal, andem! BEM-VINDOS AO MORRO DO HAMBURGER



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *